Fiz um diagnóstico capilar e fiquei a saber muitas coisas sobre o meu cabelo

É uma espécie de lupa digital que revelou tudo o que precisava de saber sobre o meu cabelo. Vejam o vídeo para perceber como funciona.

Os maiores peritos no nosso corpo somos nós mesmos. É por isso que notamos um sinal diferente que apareceu ou ficamos alerta quando passamos demasiado tempo ao sol e a pele começa a cair de um momento para o outro. Mas e o cabelo? Também lhe damos a mesma importância? Sempre o estimei bastante, e também por isso estou constantemente à procura de produtos que o deixem vigoroso e saudável. Porém, recentemente, descobri que andava enganada. Percebi-o quando fiz uma coisa que eu nem sabia que se podia fazer: um diagnóstico capilar. Não sabia o que isto era até a Kérastase se encarregar de me apresentar esta avaliação.

Sou fã da ideia de recorrer a salões quando sei que podem fazer algo por mim que eu não conseguiria fazer em casa. Após o convite, decidi ir até à Academia L’Oréal Produtos Profissionais realizar então um diagnóstico capilar.

Escusado será dizer que me receberam de braços abertos e demorou pouco até que a Sofia, a pessoa que me acompanhou durante o processo, me conquistasse. Se têm acompanhado o Instagram da MAGG, repararam que, em todo o processo, a Sofia foi sempre prestável e muito atenta às minhas necessidades. Mas, afinal, o que é então um diagnóstico capilar?

Muitas vezes temos problemas com o nosso cabelo e não sabemos do que se trata verdadeiramente. Se está mais oleoso por alguma razão específica ou se, por outro motivo, a caspa teima em não sair de vez das nossas cabeças. E se eventualmente até sabemos qual a explicação para o nosso cabelo não estar a 100%, a realidade é que podemos não saber como tratar o problema. E é exatamente para isso que serve uma avaliação capilar.

E como é que é realizada? Resumidamente, trata-se de um diagnóstico capilar digital. Aliás, super digital. A Sofia utilizou uma câmara – uma espécie de lupa que aproxima mais do que qualquer uma que vocês conheçam  — no meu couro cabeludo com o intuito de o ver super ampliado em 200 vezes e assim não lhe escapar nada. Eu, por exemplo, fiquei a saber que não ando a tirar bem o champô, o que faz com que ele vá ficando acumulado na sua forma seca nas minhas raízes. Sobre o cabelo em si, está um pouco danificado, coisa que já desconfiava devido à quantidade de trabalhos que fiz no mês de novembro e dezembro que implicaram estar diariamente a levar com calor, ferros e stylings no cabelo.

Mesmo o tom do meu loiro alterou-se e já não estava como eu gostava.

É claro que calor a temperaturas altíssimas nunca fizeram bem ao cabelo. Só que tal como vos disse, não só a Sofia viu o que estava errado, como foi pronta a dizer-me qual era a solução.

Executado o diagnóstico capilar, levaram-me para outra sala onde realizei então o tratamento adequado, tudo com a linha da Kérastase Blond Absolu. Resultado? Não podia estar mais satisfeita. Consegui tratar do meu cabelo e voltar ao tom de loiro de que mais gostava, com o uso do champô roxo, a máscara e todos os produtos que utilizaram no ritual Blond Absolu. Não só porque fiquei a conhecer o meu cabelo da raiz às pontas, como a saber alguns truques para o ter sempre no seu melhor. 

No meu caso, o mais adequado foram os produtos Blond Absolu, mas isto não significa que seja o mesmo para vocês. Tudo depende do resultado do vosso diagnóstico capilar. Se ficaram com alguma dúvida sobre alguma parte do processo, está tudo explicado ainda com mais pormenor no vídeo que podem ver juntamente a este artigo.

Conteúdo produzido pela Magg Lab e patrocinado por:

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]