Antonio La Cava, um professor primário reformado, não quis abandonar a missão de educar. E foi com esse objetivo em mente que o italiano transformou a sua pequena carrinha de três rodas numa biblioteca móvel. Com o Bibliomotocarro, nome dada ao veículo, o professor tenta alcançar o maior número de crianças, distribuindo livros pelas aldeias mais remotas de Itália. A ideia é que nenhuma criança fique sem ler.

A história, relatada pela BBC, conta que La Cava viaja por aldeias como San Paolo Albanese, com apenas duas crianças em idade escolar primária. “Sem um livro, muitas vezes a criança está sozinha”, disse Antonio La Cava.

“Eu estava muito preocupado em envelhecer num país de não-leitores”, confessou o professor que acredita que é importante espalhar a alegria da literatura ao maior número possível de crianças.

La Cava espera que o seu projeto passe a mensagem de que a cultura é feita por e para todos, não apenas para poucos e privilegiados.