Enrolamos a língua sempre que queremos dizer o nome deste bolo de forma mais pomposa mas comecemos por esclarecer um tópico importante, antes de darmos a primeira trinca. O croissant, ao contrário do que se pensa, não é francês. A sua origem é austríaca e consta que foi Maria Antonieta, natural de Viena, a introduzir e popularizar o croissant na França, a partir de 1770.

Mas independentemente da origem, a verdade é que este bolo passou rapidamente a ser um dos mais populares do mundo, até porque a versatilidade da sua confeção faz com que agrade a todos.

Há quem prefira os folhados e os que gostam mais dos massudos. Há aqueles a quem a versão simples basta e os que nem concebem comê-lo sem um recheio ainda mais doce, a ir da geleia à Nutella. Há quem os prefira polvilhados de açúcar ou quem faça do bolo uma espécie de pão, ao recheá-lo com queijo e fiambre.

O croissant integral é melhor do que o normal?

Tendo em conta estas variações de paladar, escolhemos o Dia Mundial do Croissant, que se celebra esta quarta-feira, 30 de janeiro, para fazer uma seleção dos melhores, em Lisboa e no Porto.

Benard, Lisboa

5 fotos

“Cada trinca num croissant da Benard é como um passeio pelas ruas de Paris”, garantem, numa das legendas das fotografias que a pastelaria partilha nas redes sociais.

Já explicámos que o croissant é de origem austríaca, mas sabe bem em qualquer parte do mundo. Principalmente no Chiado, em Lisboa, onde muitos vão de propósito para comer este bolo, que é vendido no formato simples, com chocolate, morango ou doce de ovos.

Morada: Rua Garrett, 104, Lisboa
Horário: 8h-23h (fecha ao domingo)
Preço: 1,50€

Pastelaria Restelo, Lisboa

4 fotos

Há duas palavras mágicas — ‘croissant’ e ‘careca’ — que, quando ditas na mesma frase nos levam a nossa mente viajar até àqueles que são dos melhores da cidade, mal cozidos e carregadinhos de açúcar, como se quer.

Esta pastelaria lisboeta aberta desde 1954 é conhecida pelos croissants, mas também pelos palmiers, finos e estaladiços, e há quem diga que tem também um dos melhores bolos-rei de Lisboa.

Morada: Rua Duarte Pacheco Pereira, 11D, Lisboa
Horário: 8h-20h (fecha à terça)
Preço: 1,20€

Choupana, Lisboa

5 fotos

Com um novo espaço acabado de inaugurar em Lisboa, no Terminal de Cruzeiros, o Choupana dá agora a oportunidade a quem chega de barco à cidade, ou a quem passeie na zona ribeirinha, de provar os croissants mais instagramáveis da cidade.

A MAGG até já aprendeu como se fazem os cor de rosa, mas há para todos os gostos: simples, recheados com Nutella, com ovo, com maçã canela ou doce de amêndoa. E estes são só alguns exemplos.

Fomos conhecer o novo Choupana e ainda aprendemos a fazer croissants cor-de-rosa

Loja do Saldanha
Morada:
 Avenida da República, 25A, Lisboa
Horário: 7h-20h
Preço: 1,20€

Loja do Terminal de Cruzeiros
Morada: Terminal de Cruzeiros, Rua Rio Tejo, Lisboa
Horário: 8h-20h
Preço: 1,20€

Isco, Lisboa

5 fotos

Abriu em Alvalade em 2018 e tornou-se numa das mecas do pão artesanal em Lisboa. Mas tal como o pão, também a pastelaria respeita as técnicas de fermentação natural e da mistura de farinhas, o que faz com que do Isco saiam alguns dos melhores croissants de Lisboa. Não há dias fixos para as fornadas mas, se tiver sorte, pode ainda apanhar os rolinhos de canela ou o pain au chocolat.

Morada: Rua José D’Esaguy, 10D, Lisboa
Horário: 10h-19h, sábado 09-17h (fecha domingo e segunda)
Preço: 1,80€

Fermenta, Lisboa

5 fotos

Os croissants do Porto são especiais. E se até aqui era preciso uma viagem ao norte para nos lambuzarmos com aqueles bolos massudos, houve quem decidisse trazê-los para Lisboa.

A Fermenta abriu em Alvalade, mais concretamente no Bairro de S. Miguel, e serve os croissants da Padaria Ribeiro, uma das mais famosas do Porto.

Para quem gosta do mais clássico, pode pedir o croissant amanteigado simples (1,80€), mas também há outras versões, como o de chocolate, o de doce de ovos e amêndoa ou o folhado de cereais.

Morada: Rua António Ferreira, 5A
Horário: 8h-19h30, sábado 9h30-18h, domingo 10h – 16h
Preço: 1,80€

Doce Mar, Porto

4 fotos

São servidos quase sempre quentinhos e em tamanho grande, como o Porto nos tem vindo a habituar, e bem.

Os croissants da Doce Mar são um clássico dos lanches na cidade e, além da versão simples, há opções de recheio de chocolate, doce de ovos e chila.

Morada: Avenida do Brasil, 519, Foz, Porto
Horário: 8h-20h (fecha ao domingo)
Preço: 1,50€

Fermenta. Os croissants do Porto (e não só) chegaram a Alvalade

Mixpão, Porto

5 fotos

Abre-se o site da Mixpão e a mensagem é: “O Croissant de Portugal”, para que não restem dúvidas sobre a qualidade do que se vende nesta pastelaria do Porto.

Há os simples, mas também recheios para quem prefere doces — Nutella, frutos vermelhos, chocolate e ovo — ou salgados, com a opção de manteiga fiambre e queijo.

O croissant é rei, ainda que sugerimos que deixe espaço para os jesuítas, também eles na versão simples ou recheada.

Morada: Praceta Manuel Carlos Seabra Monteiro , 51, Matosinhos
Horário: 8h30-19h
Preço: 0,95€

Boémia, Porto

4 fotos

A revista “Time Out” já o escolheu como melhor croissant do Porto e as fornadas diárias que enchem a montra da Boémia não a deixam mentir.

Ainda que os façam também na versão simples, os recheios são do mais guloso que há. Senão veja. Compota de frutos vermelhos, morango e chantily, banana e chocolate derretido, queijo creme, nozes e mel e ainda mousse de chocolate preto e morangos.

Morada: Avenida da França, 32, Porto
Horário: 6h-20h (fecha ao domingo)
Preço: 1€