Tie Dye. Está de volta o padrão que passou dos hippies para as trendsetters

O padrão que Janis Joplin tanto usava volta a ser tendência em 2019. Temos 20 sugestões de peças Tie Dye que pode encontrar e vestir já.

O Tie Dye começou por ser usado em África e na Ásia, mas foi nos Estados Unidos que se tornou mais conhecido

Esta é uma daquelas tendências que nos lembra (e faz querer voltar a correr para) o verão. Mas é em pleno janeiro que chega às lojas. O Tie Dye salta dos tops e vestidos largos de praia para as camisolas, calças e até sapatos dos looks de inverno.

Ganhou vida nos anos 60 e 70 e era usado maioritariamente pelos hippies. Agora, o Tie Dye é uma tendência que faz parte dos mais diversos estilos, desde o mais descontraído de praia, até ao mais formal. Até Anna Wintour, uma das mais conhecidas trendsetters, já foi vista várias vezes a usá-la.

Anna Wintour, editora-chefe da "Vogue" americana, com vestido Tie Dye

As peças Tie Dye têm todas a mesma característica — a de serem tingidas. Mas não é a única coisa que as define. Também o dégradé é uma das imagens de marca desta tendência, sendo que a combinação de azul e branco é a mais conhecida. Nas coleções atuais, há ainda cores como o bordeaux, o amarelo, o bege, o verde, o roxo, o cor-de-rosa ou o preto.

Depois de ter andado desaparecida no inverno passado, o Tie Dye volta agora em força. Os tecidos tingidos são portanto uma das grandes apostas, não só da estação presente, como também das que se aproximam. E a boa notícia é que algumas destas peças estão com preços mais baixos nesta época de saldos. Temos 20 sugestões de roupas e acessórios Tie Dye, entre os 7,99€ e os 49,90€, para começar já a usar.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]