Menino desaparecido durante três dias diz ter sido ajudado por um urso

Esteve perdido durante 55 horas, debaixo de chuva intensa e temperaturas de 20 graus negativos. Há quem garanta que é apenas uma fantasia.

A criança de 3 anos foi vista pela última vez a brincar no jardim da bisavó com uma irmã e com uma prima

Casey Hathaway, 3 anos, esteve desaparecido durante três dias numa floresta na Carolina do Norte, nos EUA. Encontrado vivo e consciente, a criança garante ter estado ao cuidado de um urso “amigo”. Com apenas 25 quilos e 60 cm de altura, a criança esteve desaparecida durante 55 horas. As equipas de busca encontraram-no na noite da passada quinta-feira, 24 de janeiro. Estava encharcado, congelado e debaixo de um espinheiro.

Antes de desaparecer dois dias antes, 22 de janeiro, a criança foi vista pela última vez a brincar no jardim da bisavó com uma irmã e com uma prima. Contrariamente aos outros miúdos, não regressou a casa. Procuraram-no durante 45 minutos mas, sem o conseguirem encontrar, a bisavó decidiu ligar para o número de emergência 911.

O FBI, Corpo de Fuzileiros dos EUA, mergulhadores e dezenas de voluntários estiveram envolvidos nas operações de busca da criança, bem como helicópteros, drones e cães de busca. Na quinta-feira, 24 de janeiro, as operações tiveram de ser interrompidas devido às chuvas e ventos fortes, mas Casey viria a ser encontrado nesse mesmo dia à noite.

FBI, Corpo de Fuzileiros dos EUA, mergulhadores e dezenas de voluntários estiveram envolvidos nas operações de busca de Casey Hathaway

Segundo o site do canal de televisão norte-americano “CNN”, o menino acabou por ser encontrado depois de a equipa de resgate ter seguido a pista de uma pessoa que teria ouvido uma criança a chorar e a chamar pela mãe.

“Ele fez um comentário sobre ter um amigo enquanto estava na floresta — o seu amigo era um urso”, disse o major David McFadyen, do posto do xerife de Craven County, ao mesmo site. McFadyen referiu ainda que, nessa noite, se verificaram condições atmosféricas bastante adversas: muita chuva e temperaturas de 20 graus negativos. Durante esta semana, Casey será ainda submetido a um exame psicológico forense.

“Este menino está a comer Cheetos, nuggets e está a ver a ‘Patrulha Pata’. Estamos tão felizes por tê-lo em casa para apertar e amar. Deus é tão bom”, escreveu uma tia do menino, Breanna Hathaway, na sua página de Facebook.

Ainda não se sabe se a história é real ou se partiu da imaginação do pequeno Casey, mas a verdade é que a Carolina do Norte possui uma grande população de ursos negros.

No entanto, há quem considere que a história não passa de uma “fantasia” da criança de 3 anos. “Eu nunca soube que tal coisa tenha acontecido, os ursos não fazem isso”, disse Chris Servheen, um especialista veterano e investigador de ursos da Universidade de Montana, ao site do jornal britânico “The Guardian”.

“Os ursos selvagens não são amigos das pessoas. Não quero dizer que ele não está a dizer a verdade, ele obviamente acha que viu coisas e talvez tenha um ursinho de peluche em casa. Mas não vi nenhuma evidência de que algo assim tenha acontecido”, acrescentou.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]