Quer passar um verão diferente? A Airbnb paga-lhe para estar 3 meses em Itália

Quatro pessoas vão ter a oportunidade de explorar o interior do país. Além dos voos de borla, têm direito a 900€ mensais.

Os vencedores vão ficar numa casa rural no centro de Grottole, próxima de vales e castanheiras

Getty Images/EyeEm

O verão é altura de férias, viagens e aventuras. Este ano a Airbnb dá-lhe a oportunidade de passar três meses em Itália, a viver na vila de Grottole, na província de Matera, como um verdadeiro italiano. Além das viagens de avião gratuitas, cada um dos participantes — serão quatro no total — vai receber 900€ mensais.

A iniciativa foi lançada através do programa Italian Sabbatical. Os vencedores terão a oportunidade de passar o verão a explorar o interior de Itália, onde não faltam castelos, vales, olivais e cavernas do século X. Além disso, a região também é conhecida pela produção de vinho.

Cada candidato vai ser voluntário da Wonder Grottole, uma organização sem fins lucrativos que tem como objetivo revitalizar o centro histórico de Grottole. Como parte da experiência, os vencedores vão poder participar em aulas de italiano, aprender a gerir a horta local e, posteriormente, a usar esses ingredientes para preparar autênticas refeições italianas.

Entre 1 de junho e 30 de agosto, as manhãs poderão começar com cappuccinos e vistas do nascer do sol, antes de participar nas aulas de italiano. Os novos residentes passarão ainda um mês a aprender técnicas de agricultura e culinária, antes de ensinarem as suas habilidades aos novos visitantes.

Há mais. Os participantes também vão ser anfitriões no Centro de Comunidade do Wonder Grottole e nas instalações da Airbnb, antes de voltarem para os seus aposentos — uma casa rural no centro de Grottole, próxima de vales e castanheiras.

Com esta iniciativa, a Airbnb espera ajudar a restaurar o centro histórico de Grottole e as suas centenas de casas vazias.

Os interessados podem inscrever-se a partir desta quarta-feira, 16 de janeiro, através do site Italian Sabbatical. Será pedido que responda a um conjunto de perguntas sobre o que gostaria de fazer durante a sua estadia. As respostas serão avaliadas com base na criatividade e originalidade, e aqueles que têm jeito para as artes, como artesanato, música ou até habilidades culinárias e conhecimentos de fotografia, estão em vantagem.

Um grupo de jurados selecionará até 30 finalistas para participar numa ou mais entrevistas, feitas através de videochamada. Os finalistas serão selecionados até 29 de março.

Os participantes devem ter pelo menos 18 anos de idade, possuir um passaporte válido e viver num dos seguintes países: Portugal, claro, mas também EUA, México, Argentina (com exceção da província de Mendoza), Itália, Reino Unido, Irlanda, Alemanha, França, Espanha, Holanda, Austrália, Índia ou Japão.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]