À esquerda o Douro, à direita aquele tetris de casas empilhadas que levam ao limite tudo o que é regra arquitétonica. No meio estamos nós, depois de uma caminhada que começou na Ribeira do Porto, com o rio a servir de bússola.

Vamos a ver e já temos mais de meia hora nas pernas e o corpo pede uma pausa. Por outro lado, o sol deste inverno não permite sequer pensar em entrar em sítios fechados. Solução? Aquela esplanada que vemos ainda ao fundo, como se de um oásis se tratasse.

Eleven Lab - Honest Food Concept

Mostrar Esconder

Morada: Rua do Ouro, 418, Porto

Horário: 10h30-18h30 (fecha à terça-feira)

Com mais uns passos dados em frente percebemos que é ali o Eleven Lab, um espaço que com nem um ano de vida já foi uma loja de roupa, já foi um café e agora encontrou o seu lugar enquanto restaurante de comida honesta. Mas afinal, o que é isso?

“É aquela comida que comemos quando estamos em casa, ou pelo menos queremos acreditar que assim seja”, conta Joana Ferreira, mentora do projeto. É que aqui entra o mínimo de processados e tudo é feito respeitando a frescura dos produtos. As receitas são todas criadas pela equipa e Joana confessa que uma das mais difíceis de conseguir foi a do hambúrguer vegetariano. “Foram testes atrás de testes até chegarmos a um com uma consistência o mais perto possível da versão original, com carne”, conta. E quem fica a ganhar com esses testes são os clientes que, por sorte, estão no sitio certo à hora certa. “Temos por hábito dar a provar as nossas experiências aos clientes, é a melhor forma de ter uma resposta no momento e fazer as alterações que nos são sugeridas”.

Joana decidiu abrir o Eleven Lab depois de ter regressado de Angola com a família. O facto de ser podiatra de profissão (médica especialista em membros inferiores) não a impediu de, juntamente com o marido, que trabalha na área financeira, investir num negócio completamente fora da sua zona de conforto.

11 fotos

Quando foi inaugurado, em março do ano passado, o espaço funcionava numa miscelnânia entre café e loja multimarca de roupas. Meses mais tarde percebeu que o interesse das pessoas recaia mais sobre o brunch que serviam durante todo o dia, mais do que sobre as marcas exclusivas que tinham nos cabides e foi aí que percebeu que tinha que escolher entre alargar o espaço para dar área ao restaurante ou dedicar-se apenas à comida. Neste caso, a fome falou mas alto e Joana decidiu que ali ia ser a cozinha de onde sai a sua comida preferida, ou seja, “a mais honesta, saborosa e limpa possível”.

O Elevan Lab Concept passou assim a Eleven Lab – Honest Food Concept em novembro, com uma cozinha com o dobro do espaço, uma carta com o triplo das opções e a mesma vista de sempre sobre o Douro.

O Vogue Café chegou a Portugal

Começámos por falar no hambúrguer vegetariano e Joana acredita que, apesar de não ter sido essa a sua aposta inicial, já percebeu que tem que acrescentar à lista mais pratos sem proteína animal. “O gelado vegano que temos, ao qual chamamos ‘Magnu’, por fazer lembrar o da Olá, é uma das sobremesas mais pedidas”.

Mas enquanto a carta não muda, os pratos podem ser sempre adaptados às necessidades de cada um e o Eleven Lab transforma-se assim no sítio ideal para juntar à mesa pessoas com gostos — e vontades — diferentes.

O brunch é à carta e há opções de tostas, ovos, panquecas e bowls. É o caso das panquecas Linha Zero, feitas com base banana e aveia, acompanhadas de manteiga de amendoim (6,50€), a bowl de açai (8,50€) ou os ovos benedict, servidos com bacon, espinafres e cogumelos (7,50€).

Caso a ideia seja almoçar, há opções de pratos mais completos, como é o caso do caril de gambas (17,50€), do tornedó (22€) ou da espetada d’ouro, feita com corvina, curgete, gcamarão e banana da terra (18,50€). A juntar a isto há ainda pratos de inspiração internacional como o ramen (9,50€), as quesadillas (9€), o tataki de atum (10,50€).

Pestana Porto – A Brasileira. Já pode dormir num dos cafés mais emblemáticos do Porto

Seja qual for a escolha, o empratamento é uma obra de arte. As panquecas vêm enfeitadas com flores comestíveis e as bowls são autênticas explosões de cor. “Há quem apareça aqui de telemóvel em punho, a apontar para uma foto do Instagram e que me diz: quero isto”, conta Joana, que se prepara para expandir o conceito além das fronteiras do Douro que tem mesmo à frente.

Depois da inauguração de uma loja de roupa pop up em Lisboa, o restaurante vai também descer à capital, com inauguração marcada para o início do verão junto à Avenida da Liberdade. E tanto em Lisboa como no Porto, Joana tem já prevista uma agenda cheia de workshops e showcookings para que esta sensação de comer bem continue na casa de qualquer cliente que visite o Eleven.