Mads Mikkelsen vai voltar a fazer o papel de um assassino no novo filme da Netflix

A estrela de "Hannibal" vai voltar a fugir da polícia e daqueles que o querem matar. Só que, desta vez, não vai ser por ter comido pessoas.

Depois de ter interpretado Hannibal Lecter, Mads Mikkelsen regressa aos papéis negros e violentos

Quando se soube, em 2012, que Mads Mikkelsen tinha sido o escolhido para dar vida a Hannibal Lecter, o psiquiatra manipulador, calculista e canibal criado por Thomas Harris em 1986, os fãs tremeram. Era impensável que alguma vez alguém fosse capaz de superar a personagem de Anthony Hopkins em “O Silêncio dos Inocentes” mas, para surpresa de muitos, o ator dinamarquês deu uma nova vida à personagem que não aparecia em filmes ou séries desde 2001.

O sucesso foi imediato e, de repente, Mads Mikkelsen passou a ser um nome muito desejado. Aqueles que o criticaram depressa engoliram o orgulho e até houve quem sugerisse que o ator seria perfeito para dar vida a um novo vilão em “A Guerra dos Tronos”.

Tal não aconteceu e, desde que “Hannibal” terminou, em 2015, que Mikkelsen tem andado meio desaparecido. Ainda que tenha participado em alguns filmes e séries, os papéis que aceitou foram menos relevantes ou, pelo menos, não tão importantes como aqueles por que ficou conhecido internacionalmente.

O novo filme da Netflix promete mudar isso. Chama-se “Polar” e, tal como em “Hannibal”, vai voltar a pôr o ator a fugir da polícia e de outras personagens que o queiram matar, só que desta vez não vai ter nada a ver com canibalismo e outras coisas mórbidas.

É um filme de ação pura onde Mikkelsen dá vida a Duncan Vizla, um dos melhores assassinos do mundo que agora está reformado. Tudo muda, porém, quando o chefe da empresa para quem trabalhava o identifica com um alvo a abater por saber todos os segredos da organização que representa.

Contra a sua vontade, Duncan é obrigado a voltar ao ativo para fugir de todos aqueles que foram enviados para o matar — e todos eles são mais rápidos e ágeis do que ele.

Numa altura em que filmes como “Às Cegas” ou o filme interativo de “Black Mirror” foram um sucesso em todo o mundo, a plataforma de streaming continua a apostar em longas e complexas produções para tentar aliciar mais e novos consumidores ao serviço.

“Polar” chega aos smartphones, tablets e televisões dos utilizadores a 25 de janeiro e conta com Jonas Åkerlund na cadeira de realizador.

O elenco, esse é de luxo com nomes como Vanessa Hudgens (“Sping Breaker”), Katheryn Winnick (“Vikings”), Anthony Grant (“Private Eyes”) e Robert Maillet (“Sherlock Holmes”).

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]