Jogos de futebol, música ao vivo, petiscos, râguebi ou bebidas. Será que é possível ter tudo isto num só sítio? Eu respondo-vos: é sim, e mesmo no centro de Lisboa. Mais concretamente, na Rua do Crucifixo, no The George Pub.

O conceito é simples: o melhor do mundo do britânico, mas com um toque à portuguesa. Esta foi a ideia de Gonçalo Bita Bota que, após oito anos a viver em Londres e sempre a gerir pub’s, decidiu aventurar-se por terras lusitanas. Com o apoio do pai e dos dois irmãos, o The George abriu as portas em 2015, naqueles que eram os antigos armazéns da Papelaria Fernandes, e que antes já tinha sido casa de ferreiros.

9 fotos

“Sabíamos que tinha de ter um nome inglês, um nome que ficasse na cabeça, mas ao mesmo tempo tinha de ser um nome que se associasse a um pub britânico. Percebemos que tinha de ter o nome do nosso pai. Era para ser Saint George, um santo de Lisboa, mas ficou George. É fácil para um inglês e português pronunciar”, contou-me Gonçalo.

Apesar de o The George ter um conceito de pub “puro e duro”, ele é diferente dos restantes que existem em Lisboa, dado que os remanescentes são irlandeses. O conceito principal está lá – música ao vivo todas as noites, das 22h às 24h, e os fãs de desporto nunca se vão sentir desiludidos —, mas tem a característica de ser mais virado para a comida. Existem quatro ou cinco pratos que são a imagem de marca e o prego de atum foi, sem dúvida, o meu preferido. “Mesmo quem não gosta de atum ou cebola, fica sempre rendido”, assegurou o chef que está encarregue do menu, Pedro Mendes.

5 fotos

Não ficaram logo com água na boca depois de verem as fotografia dos pratos?
Além disso, o bife weelington, os risotos, o ovo benedict ou o típico prato inglês fish and chips, também fazem aumentar a parada.

Marquise de chocolate com gelado de morango; Gelado de caramelo com flor de sal; Pastel de natal do George; Tarte de maçã com gelado de maçã verde com caramelo

Carla Oliveira

Para os mais gulosos, a tarte de maçã com gelado de maçã verde ou a marquise de chocolate com gelado de morango serão verdadeiras surpresas. E tudo isto a juntar a um espaço acolhedor, com uns sofás bem confortáveis (experimentem e depois digam-me se não estou certa), reúnem-se todos os elementos necessários para se passar um bom momento.

Seja para um almoço de negócios, um jantar de amigos ou um encontro de um casal que queira celebrar algo, este é um espaço versátil que se adapta às diferentes circunstâncias. Mas, como qualquer pub, não podem faltar as bebidas. “Temos uma garrafeira que é uma loucura. 400 bebidas, 24 de cervejas de pressão, e 50 de garrafa” e muitos vinhos. “O que nós queremos mostrar com a nossa garrafeira é que nunca dizemos que não a um cliente”, garantiu Gonçalo. O que me dizem? É suficiente?

5 fotos

Eu tive a sorte de provar vários cocktails… já nem sabia para que lado me virar. Acho que a minha escolha vai para o Frosty Ginger e para o Mojito The George. Quero dizer-vos que apesar de o sabor ser muito agradável, a apresentação das bebidas supera as expectativas. Vejam como vinha o mojito, por exemplo.

De segunda a domingo, entre as 12h e as 02h, é no The George Pub que vão encontrar a descontração que precisam. Pelo menos eu sei que descobri um novo espaço de lazer no coração da nossa cidade.

Ler mais