Olá 2019! Já diz o ditado: “Ano novo, Vida nova”, não é? Não gosto de levar o sentido desta frase à letra, mas todos os anos gosto de pensar sobre o que preciso de fazer para ser uma pessoa melhor. Temos inúmeros defeitos e saber reconhecê-los e pensar como podemos melhorar é uma grande virtude. Por isso, este meu artigo é exatamente a pensar em tudo isto.

Não sei se vocês sabiam, mas confesso que apenas recentemente descobri que é possível apadrinhar um animal. Um burro, um gato ou um cão, nós é que decidimos. Para quem adora animais, mas infelizmente não tem a possibilidade de lhes dar um teto (pela falta de condições de espaço, dinheiro, tempo,…), esta parece-me ser a solução ideal.

Eu quero mesmo fazê-lo. Consciente que não tenho uma vida que me permita ter animais em casa, esta é a minha maneira de ajudar. E também pode ser a vossa.

O que não faltam são lugares onde podemos ser madrinhas e padrinhos. Por exemplo, no Jardim Zoológico, basta entrarem nesta página e vão encontrar todas as informações que necessitam. E tal como é explicado no site, “apadrinhar um animal é um presente único para si ou para oferecer a alguém especial”. Mas, mais do que isso, “vai ajudar na manutenção e bem-estar do seu afilhado sortudo”. No Jardim Zoológico podem fazer um apadrinhamento individual (70€) ou em grupo (100€) e tem a duração de um ano. Do que estão à espera para a ajudar a girafa Barnabé, o koala Moonan ou o pinguim Ondinhas? Acho adorável!

Tartaruga Patas Vermelhas | Jardim Zoológico

Jardim Zoológico

Canguru de Bennett | Jardim Zoológico

Jardim Zoológico

Se também visitarem o site da Liga Portuguesa dos Direitos do Animal, vão perceber que em Tercena, no Instituto Zoófilo Quinta Carbone, residem 100 cães, vítimas de “abandono, negligência ou maus tratos”. E, apesar de terem tido a sorte de serem acolhidos por este abrigo, continuam a precisar de carinho, brinquedos e de uns bons passeios. Aqui vão poder conhecer todos os animais e cada um tem uma página de informação onde é incluída uma proposta de apadrinhamento. Já diz a Liga e o Instituto, “os nossos amigos de quatro patas agradecem”.

Barbie | Instituto Zoófilo | Quinta Carbone

Instituto Zoófilo

Maria | Instituto Zoófilo | Quinta Carbone

Instituto Zoófilo

Boris | Instituto Zoófilo | Quinta Carbone

Instituto Zoófilo

Na associação Midas – Movimento Internacional em Defesa dos Animais – não só é possível apadrinhar um gato ou um cão, como também adotar, ser voluntário ou fazer um donativo. Para o apadrinhamento basta clicarem aqui e irão ser direcionados para uma página onde têm que preencher algumas informações pessoais, como o nome completo, o número de contribuinte ou a morada. Sigam a página da associação pelo facebook para estarem a par de outras novidades.

Se souberem de alguém que também gostasse de apadrinhar um animal, acho que este podia ser um presente de Natal tardio, ou uma futura prenda de aniversário. Não concordam comigo?

Este é um dos meus objetivos para 2019. Ainda não sei pelo que vou optar, mas prometo que depois também vos conto tudo. Como sei que às vezes a preguiça é grande (falo por mim), desta vez, decidi fazer esta pesquisa para vos ajudar. Agora é só a coragem, o amor e a vontade. Quero muito que partilhem as vossas histórias de apadrinhamento comigo.