Homem grita “porque é que não morres?” para aranha e a polícia aparece

A frase foi repetida várias vezes e chamou a atenção de quem passava na rua.

A situação foi reportada pela polícia esta quarta-feira, 2 de janeiro

Se ouvisse a frase “porque é que não morres”, repetida várias vezes e em plena histeria, era capaz de ficar preocupado. Talvez até chamasse as autoridades. Foi exatamente isso que fez uma pessoa que estava a passar numa rua em Perth, na Austrália, depois de ouvir um homem a gritar esta frase repetidamente. Para piorar ainda mais a situação, ao fundo ouvia-se uma criança a chorar.

Parecia óbvio que estava a acontecer um crime. Cerca de 20 minutos depois do alerta, a polícia apresentou-se no local para tentar entender o que se passava. E o que é que estava a acontecer? Nada de criminoso: era apenas um homem que tentava matar uma aranha. A situação foi contada pela própria polícia de Wanneroo através do Twitter, numa publicação que entretanto foi apagada.

“A polícia falou com todos os envolvidos, que informaram que o marido estava apenas a tentar matar uma aranha (ele tem muito medo de aranhas)”, lia-se. “Ninguém se magoou (exceto a aranha). Nenhuma outra ação policial foi necessária”.

A publicação foi entretanto apagada porque incluía uma captura de ecrã com a comunicação oficial. Um representante da polícia de Wanneroo explicou ao jornal “The Guardian” que isto não deve acontecer, uma vez que a norma é transcrever o texto numa publicação à parte.

Não é a primeira vez que uma situação destas acontece na Austrália. Em 2015, a polícia foi chamada a intervir numa casa em Sidney, deparando-se com um homem a atirar mobília contra uma aranha.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]