Netflix. “O Justiceiro” e 7 outras grandes séries que chegam em janeiro

"Unbreakable Kimmy Schmidt" e "Uma Série de Desgraças" são alguns dos regressos mais esperados da plataforma.

Depois do cancelamento de "Demolidor" e "Luke Cage", "O Justiceiro" é uma das séries da Marvel que parece ser para continuar

Netflix

Dezembro foi o mês da empolgante e frenética “Dogs of Berlin”, mas também trouxe alguma desilusão com “House of Cards”, a série prodígio da Netflix que, com o tempo, foi perdendo qualidade. A sexta temporada não foi diferente e prova disso foi o desinteresse com que a crítica a recebeu, em parte devido à ausência de Kevin Spacey (“Se7en”) — afastado da história pela produtora devido às acusações de assédio sexual.

Mas janeiro traz muitas novidades para todo o tipo de gostos. Além de “Sex Education”, sobre um jovem virgem que abre uma clínica especializada em assuntos do amor, chega também um novo western violento à Netflix que promete colar os espectadores ao sofá com os conflitos entre xerifes e criminosos numa sociedade em plena guerra civil. Mas há mais. Contamos-lhe tudo.

“O Justiceiro”, 2.ª temporada — sem data

Ainda não há data anunciada, mas a Netflix prevê que a nova temporada de “O Justiceiro” chegue ainda em janeiro. Numa altura em que várias séries da Marvel foram canceladas, desconhece-se se Jon Bernthal (“The Walking Dead”) continuará a ser o vigilante mais violento e pragmático da plataforma em novas temporadas.

A série, que estreou em 2017, acompanha a figura de Frank Castle que vive em clausura e que durante a noite derruba, usando todos os meios que lhe são possíveis, várias organizações criminosas que ele julga terem sido responsáveis pela morte da mulher e da filha — vítimas de um ajuste de contas brutal e cruel que teve como único objetivo perturbar Castle.

“Uma Série de Desgraças”, 3.ª temporada — 1 de janeiro

Em “Uma Série de Desgraças”, a história tem como personagens principais três órfãos e um vilão desprezível, interpretado por Neil Patrick Harris (“How I Met Your Mother”), que planeia esquemas mesquinhos para tentar roubar a fortuna que herdaram da morte dos pais.

A série caracteriza-se como uma espécie de comédia trágica. É que apesar de as situações em que os órfãos se veem envolvidas serem, de facto, infelizes, há uma certa leveza na forma como esses momentos são retratados e na maneira como estes os encaram.

As duas primeiras temporadas foram um sucesso de audiências e “Uma Série de Desgraças” é já considerada uma das melhores adaptações dos livros de Lemony Snicket.

“Sex Education”, 1.ª temporada — 11 de janeiro

A nova série juvenil a integrar o catálogo da plataforma de streaming chama-se “Sex Education” e acompanha Otis Milburn (Asa Butterfield), um rapaz introvertido, desajeitado e virgem, que vive com a mãe, especializada em sexologia.

Apesar de viver rodeado de manuais explicativos, e de na família se falar abertamente sobre sexo, a verdade é que Otis nunca teve uma relação e não tem qualquer tipo de experiência no assunto.

Ainda assim, e em conjunto com o seu melhor amigo, decide abrir uma clínica especializada no amor e no sexo para tentar solucionar os problemas sentimentais dos seus colegas de escola. Os problemas começam quando Otis se apercebe que é ele quem mais precisa de terapia e conselhos.

“Amigos de Faculdade”, 2.ª temporada — 11 de janeiro

Em “Amigos de Faculdade”, as personagens principais são quatro adultos, todos eles antigos colegas de faculdade, que agora se reencontram passados vários anos.

Apesar de terem estado grande parte da sua adolescência juntos, a verdade é que depressa uma amizade que se queria saudável e estável, passa a ser muito difícil de gerir devido aos segredos e às mentiras dentro do círculo de amigos.

A série, que vai da comédia ao drama, estreou em julho de 2017 e é perfeita para quem procura episódios descontraídos, leves e repletos de intrigas e dilemas morais.

“Grace and Frankie”, 5.ª temporada — 18 de janeiro

“Grace and Frankie” é outra comédia perfeita para descontrair e conta a história de Grace (Jane Fonda), reformada da área da cosmética, e Frankie (Lily Tomlin), uma professora de arte. Estas são duas mulheres que se odeiam mutuamente e que, à partida, nada teriam em comum.

O dilema começa quando os maridos anunciam deixá-las por estarem apaixonados um pelo outro. É neste momento que ambas são obrigadas a pôr o orgulho de lado e a unir forças para tentar lidar com uma nova realidade que desconheciam há vários anos: uma vida de solteira.

A série é uma das mais bem avaliadas pela crítica e, ao que parece, ainda há muita história para contar depois desta quinta temporada.

“Justice”, 1.ª temporada — 21 de janeiro

Neste western não há robôs, parques imaginários e o eterno conflito entre o Homem e as máquinas como em “Westworld”, mas isso não quer dizer que não haja violência, ação e conflitos resolvidos à lei da bala. “Justice” é a nova série de ação e aventura a chegar à Netflix e é perfeita para quem tem saudades de “Deadwood”, o clássico da HBO.

A história, passada em plena guerra civil, acompanha um xerife norte-americano que procura vingar a morte do irmão, assassinado a mando do presidente corrupto da região. As personagens são sempre complexas e ambíguas nas suas motivações, deixando o espectador com os nervos à flor da pele do início ao fim dos episódios.

“Unbreakable Kimmy Schmidt”, segunda parte da 4.ª temporada — 25 de janeiro

A segunda parte da quarta temporada corresponde aos últimos episódios de sempre de “Unbreakable Kimmy Schmidt”, a série humorística que conta a vida de Kimmy (Ellie Kemper) — uma rapariga que passou 15 anos fechada num bunker depois de ser raptada por uma seita religiosa.

Ao longo dos vários episódios, a personagem vai tentando reintegrar-se numa sociedade cada vez mais frenética e tecnológica, mas também mais intolerante e cruel. E os conflitos que surgem são vários, a começar pela sensação de incerteza ou de não saber que caminho seguir após 15 anos de vida suspensa.

“Kingdom”, 1.ª temporada — 25 de janeiro

“Kingdom” é a nova produção sul-coreana da plataforma e passa-se no época medieval. No centro da ação está a figura do príncipe do reino, que é obrigado a aceitar uma missão muito diferente daquelas a que está habituado.

Por ser a figura mais importante da corte, terá de investigar um misterioso surto que ameaça dizimar o reino e todas as regiões circundantes. Apesar de mortífero, este vírus manifesta-se de forma diferente de todos aqueles que eram conhecidos até então, ao transformar em zombies todos aqueles que sejam contaminados.

Apesar de a primeira temporada ainda não ter estreado, sabe-se que haverá pelo menos mais uma, mas ainda não se conhece a data de lançamento.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]