E como quem não quer a coisa, ainda na ressaca do Natal, fez-se história na aviação e, ainda por cima, história nacional.

A Hi Fly, companhia aérea portuguesa, operou quatro voos totalmente livres de plástico de uso único a bordo. O primeiro ligou Lisboa e Natal, no Brasil, a 26 de Dezembro, e surpreendeu os passageiros quando, na hora da refeição, ainda que com direito a prato principal, saladas e sobremesa, nenhuma delas veio envolvida numa embalagem de plástico e até o próprio copo para a bebida e a chávena para o café ou chá eram reutilizáveis.

Entre as dezenas de itens de plástico de uso único que foram substituídos estão: copos, colheres, saleiros e pimenteiros, sacos para enjoo, embalagens para cobertores e almofadas, pratos, embalagens de manteiga individuais, garrafas de refrigerantes e escovas de dentes.

Viver sem plástico é possível e nós dizemos-lhe como

Além disso, aos passageiros foram entregues talheres de bambu, a quem foi também explicado que as poucas embalagens e recipientes a bordo ou são de papel ou podem ser compostadas.

Em março deste ano a Hi Fly emitiu um comunicado onde se comprometia a eliminar completamente o uso de plásticos descartáveis a bordo dos seus aviões antes do final de 2019, com o objetivo de se tornar a primeira companhia aérea do mundo a remover por completo o uso de plástico.

O primeiro teste aconteceu esta semana mas, contas feitas pela empresa, em apenas quatro voos evitou-se o uso de 350 quilos de plástico.