“Black Mirror: Bandersnatch”. Já há trailer e data de estreia para o primeiro filme da distopia da Netflix

A nova temporada só chega em 2019, mas o filme estreia ainda este ano na Netflix. O protagonista é Stefan, criador do jogo Bandersnatch.

Comprimidos, pupilas dilatadas, sonhos estranhos e televisões que falam com quem vê. São estes alguns pormenores do filme "Black Mirror"

Reveja os planos para sexta-feira, 28 de dezembro. É que é nesta data que, de acordo com o “Hollywood Reporter“, estreia “Black Mirror: Bandersnatch“, o primeiro filme centrado na distopia da Netlix, que surge depois de quatro temporadas. A notícia é avançada no dia do lançamento do trailer. Já se sabem alguns pormenores sobre a narrativa: vai decorrer nos anos 80 e vai ter como protagonista Stefan, interpretado por Fionn Whithead (“Dunkirk“), um programador que cria um jogo baseado num livro de aventura que lhe foi dado na infância.

O trailer começa com o protagonista a admitir, em consulta, que está a ter sonhos estranhos. Depois, podemos vê-lo a apresentar aos colegas o jogo — Bandersnatch — e a mexer no livro. À mistura veem-se comprimidos, VHS, pupilas a dilatarem, mãos a tremerem, a ultrapassarem vidros de espelhos e outras coisas estranhas. “You’re not in control”, diz, no final, uma mulher na televisão. Realizado por David Slade (“Hannibal“), que já tinha estado à frente do episódio da série “Metalhead”, ao elenco do filme juntam-se WillPoulter (“MazeRunner — Correr ou Morrer“), CraigParkinson (“Control“), Alice Lowe (“Assassinos de Férias“) e Asim Chaudhry (“Click & Collect“).

A notícia da chegada do filme “Black Mirror” foi divulgada em dezembro, depois de a Netflix ter feito uma publicação na conta de Twitter, com a programação de dezembro — que apagou logo de seguida. A data para a quinta temporada da série ainda é desconhecida, mas sabe-se que chegará em 2019. Apesar de haver poucos pormenores, sabe-se que os criadores da série e o serviço de streaming estão a apostar num modelo interativo, em que os espetadores vão poder escolher o caminho da narrativa.

A primeira temporada de “Black Mirror” chegou à Netflix em 2011. Na série criada por Charlie Brooker (“Dead Set”), os episódios são sempre independentes um do outro, com histórias distintas. Em comum têm a linha temporal: um futuro aparentemente próximo, em que a utilização da tecnologia molda uma sociedade nova, com consequências estruturais graves.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]