Engano durante a cirurgia deixa menino de 2 anos infértil

Uma operação para tratar uma má formação num dos testículos do rapaz acabou por, como os pais disseram, "castrar" a criança.

A operação que tinha um risco mínimo e uma duração de 30 minutos demorou mais de duas horas e meia

Um erro durante uma cirurgia simples deixou um rapaz de 2 anos infértil em Bristol, no Reino Unido. À família, a equipa de cirurgiões disse que se tratava de uma operação simples de risco mínimo para corrigir a posição de um dos testículos da criança.

O menino deu entrada no “Bristol Royal Hospital for Children” para uma intervenção de cerca de 30 minutos, mas, como contaram os pais à “BBC”, depois de duas horas e meia à espera souberam que algo não estava certo.

“Chamaram-nos para nos dizer que a operação não tinha sido um sucesso”, afirmou o pai do menino que preferiu não divulgar a sua identidade para proteção do filho.

Durante a cirurgia um dos membros responsáveis por tratar a criança errou no testículo e inseriu uma câmara naquele que era saudável, danificando-o irremediavelmente.

“Eles castraram-no e agora o futuro do meu filho mudou dramaticamente”, afirmou o pai. “Não consigo encontrar palavras para explicar o que sinto. Não há palavras. Nem lágrimas. Não consigo chorar mais”, contou a mãe que pede um milagre.

Num comunicado, a “University Hospitals Bristol” pediu desculpa pelo sucedido, reforçou a seriedade com que abordam a segurança dos pacientes e explicou que foi aberta uma investigação para o caso.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]