O glúten não se senta nesta mesa de Natal. 5 receitas tradicionais sem o inimigo de muita gente

Não tem que se ficar pela sopa, o bacalhau e a fruta. São várias as opções natalícias sem glúten, desde bolo rei ao peru recheado.

Bolo rei (ou rainha) sem gluten. Sim, é possível

O bacalhau, se for cozido com todos, é terreno seguro. No caso do peru, o perigo está apenas no recheio. Agora nas entradas e sobremesas é que é preciso estar mais atento.

Numa mesa de Natal há sempre broas e pães para todos os gostos, patês com ingredientes duvidosos, salgadinhos feitos com massa folhada, bolos-rei com farinha de trigo e chocolates com recheios ou pepitas crocantes.

Cenário perfeito diria a maioria, assustador para quem tem que estar constantemente atento àquilo que põe no prato, como é o caso de quem cortou com o glúten da alimentação.

No caso de doença celíaca, é importante lembrar que não é só deixar o pão de lado ou optar por uma sobremesa sem farinha para que a noite de Natal corra de feição. Basta lembrar o caso de Graça e Luís, que partilharam com a MAGG a história de um fatídico jantar de pizzas, no qual, ainda que Graça tenha feito uma massa sem glúten para o marido esqueceu-se de usar uma faca diferente para a cortar. Conclusão: uma crise de borbulhas, que acabam sempre em ferida e que demoram no mínimo três meses a sarar.

Para os intolerantes ou para quem, por opção, decide seguir uma dieta isenta de glúten, o corte não tem de ser tão radical mas, mesmo assim, nada como encher a mesa de opções seguras. Pedimos a bloggers e chefs com receitas direcionadas para quem tem intolerâncias ou para quem quer seguir uma dieta mais saudável, receitas de Natal sem glúten. Vai das entradas às sobremesas e nem sequer vai faltar pão à mesa.

Pão de Aveia e Trigo Sarraceno
Receita de Ângela Silva, autora d’ “O Livro do Pão Sem Glúten”

Ingredientes:
370g de farinha de aveia
150g de farinha de trigo sarraceno
720g de leite de aveia
8g de sal marinho
2g de fermento biológico seco ou 5g de fermento biológico fresco

Pôr o sal marinho numa pequena taça e misturar um pouco de água a ferver (cerca de 10g).
Misturar as farinhas e o fermento biológico seco. Se optar pelo fresco, partir em pedaços e esfregar junto com as farinhas até que fique esfarelado. Adicionar o leite de aveia, que deverá estar a cerca de 25ºC. Misturar. Adicionar o sal e a sua água. Misturar bem até obter uma massa coesa e sem grumos. Colocar a massa dentro de uma caixa de plástico com tampa que tenha um tamanho que permita que a massa aumente o seu volume.

1.ª Fermentação:
Deixar a massa descansar durante 15 a 20 minutos à temperatura ambiente antes de a colocar no frigorífico. Conservar no frigorífico entre 8 a 12 horas.

2.ª Fermentação:
Dividir a massa fria em duas partes iguais e colocar em duas formas antiaderentes. Tapar as formas para que a massa não perca a humidade. Deixar a massa fermentar até praticamente duplicar o volume. Ter em atenção que deverá ficar no mínimo um centímetro entre a massa e a borda da forma. Entretanto, pôr o tabuleiro no meio do forno e aquecer a 220ºC.

Cozer:
Colocar as formas no forno pré-aquecido e cozer entre 40 a 50 minutos.

Arrefecer:
Retire os pães das formas e deixe arrefecer em cima de uma grelha, durante pelo menos uma hora, antes de os cortar.

Bacalhau à Healthy Bites
Receita de Teresa Abreu, autora do site HealtyBites

Ingredientes para o bacalhau:
500 gramas de bacalhau desfiado
1 courgette
1 beringela
2 cenouras grande
2 cebolas
2 dentes de alho
1 molho de nabiças
q.b. azeite
1 folha louro
500 gramas de camarão cozido

Ingredientes para o molho bechamel
2 alhos franceses grande
400 ml leite de coco
q.b. pimenta
q.b. noz moscada
q.b. sal

Bechamel
Cortar o alho francês em pedaços e colocar numa panela com o leite de coco. Temperar a gosto com sal, pimenta e noz moscada e cozer.
Quando o alho francês estiver cozido triturar tudo até obter uma consistência cremosa.

Bacalhau
Numa caçarola colocar um fio de azeite e a cebola cortada em meias luas e a folha de louro e colocar ao lume até as cebolas ficarem translúcidas. Adicionar o bacalhau e deixar cozinhar.
De seguida adicionar os legumes: a courgette e a beringela em pedaços e a cenoura ralada e cozinhar.
Quando os legumes estiverem cozinhados, adicionar as nabiças cortadas em pedaços, tapar a caçarola e deixar que murchem.
Misture tudo e adicione o bechamel deixando um pouco para colocar por cima a cobrir o tabuleiro para gratinar.
Colocar os camarões cozidos dispostos por cima e levar ao forno pré-aquecido a 180ºC até dourar.

Peru recheado
Receita de Teresa Abreu, autora do site HealtyBites

Ingredientes:
1 peru pequeno (cerca de 2Kg)
2 laranjas
2 limões
4 cravinhos
água
2 cebolas pequenas
3/4 dentes de alho
500 gramas carne picada (mistura vaca e porco)
noz moscada, sal e pimenta a gosto
1 folha de louro
passas a gosto
azeitonas pretas picadas grosseiramente
vinho do porto q.b.
vinho branco (0,5dl)
azeite q.b.

Na noite anterior colocar o peru de molho em água com laranja e limão às rodelas e uns cravinhos. Trinta minutos antes de começar a cozinhar colocar as passas de molho em vinho do Porto.
Num tachinho colocar 1 fio de azeite e 2 cebolas e deixar amolecer, juntar alhos picados e a carne picada, temperar com noz moscada, sal, pimenta e louro, um pouco de vinho branco e deixar cozinhar a carne. Quando a carne estiver praticamente cozinhada colocar as passas e azeitonas, cozinhar mais um pouco, desligar o lume e deixar arrefecer.
Tirar o peru do molho, secar a água e colocar sobre um tabuleiro com um fio de azeite no fundo. Rechear o peru com a carne picada na parte do pescoço e na barriga e cozer com linha de culinária.
Untar o perú com azeite e colocar no forno a 200ºC durante cerca de 1h30m. A meio da cozedura regar o peru com o molho que se acumula no fundo. Deixar dourar bem.

Bolo Rainha.
Receita de Sofia Paixão, autora do site Gluten Free e do livro “Sem glúten com Paixão”

Ingredientes:
200 ml de água morna
25g de fermento fresco sem glúten
15g de psyllium husk em flocos ou em pó
3 ovos inteiros + 1 gema (para pincelar)
60g de manteiga sem sal amolecida
5 colheres de sopa de mel
80g de açúcar de coco / rapadura / mascavado
raspas de 1/2 limão
240g de farinha de arroz integral
200g de farinha de trigo-sarraceno
10 tâmaras sem caroço, em pedaços muito pequenos
200g de frutos secos variados (amêndoas, pistácios, nozes, avelãs…)
cerca de 50 g de farinha de trigo-sarraceno para polvilhar antes de levedar
frutos secos para decorar
farinha de coco para decorar

Num medidor ou numa taça de vidro, colocar a água morna e o fermento e mexer bem, até dissolver.
Juntar o psyllium [fibra solúvel], mexer e deixar ativar durante 12 minutos, sem mexer. Quando terminar o tempo misturar tudo com uma colher. Entretanto, picar grosseiramente os frutos secos sem os transformar em farinha. Reservar.
Numa taça grande, colocar os 3 ovos, a manteiga, o mel, o açúcar e as raspas de limão, e bater com uma batedeira até estar tudo bem ligado. Adicionar as farinhas, a mistura de fermento e psyllium e bater novamente.
Juntar os frutos secos e as tâmaras picadas e envolver tudo muito bem.
Forrar um tabuleiro de forno com papel vegetal, polvilhar com farinha e deitar a massa por cima. Se a massa estiver ainda peganhenta, polvilhar com a restante farinha de trigo sarraceno e amassar até deixar de pegar e conseguir formar uma bola.
Deixar a massa levedar, tapada com uma toalha, durante cerca de 50 minutos ou até duplicar de tamanho. Entretanto, pré-aquecer o forno a 180°C.
Fazer um buraco no centro da bola e formar o bolo com as mãos.
Decorar com frutos secos e pincelar com a gema batida (pode juntar uma colher de sopa de água à gema para ficar mais diluída).
Levar ao forno por 40 minutos, aproximadamente.
No final, polvilhar com farinha de coco.

Estrelas com especiarias de Natal
Receita de Sofia Paixão, autora do site Gluten Free e do livro “Sem glúten com Paixão”

Ingredientes (25-30 bolachas):
2 colheres de sopa de sementes de chia
200g de amêndoas cruas com pele
1 colher de chá de canela em pó
1 colher de chá de gengibre em pó
¼ colher de chá de noz-moscada moída
¼ colher de chá de cravinho em pó
200g de farinha de trigo-sarraceno
100g de farinha de castanha (ou farinha de trigo sarraceno)
1 colher de chá de fermento para bolos
¼ de colher de chá de sal marinho fino
180 g de mel
1 ovo
3 colheres de sopa de água
Mel e açúcar de coco para decorar (opcional)

Pré-aquecer o forno a 175 ºC.
Num processador, triturar a amêndoa e as sementes de chia até ficarem em farinha.
Juntar os restantes ingredientes secos e voltar a processar até estar tudo bem misturado.
Juntar o ovo, o mel e a água, e voltar a bater até a massa estar bem ligada e conseguir formar uma bola.
Dividir a massa em duas partes e colocar uma delas entre duas folhas de papel vegetal. Com a ajuda de um rolo, estender até ficar bem fina.
Retirar a folha de cima e, com um molde, cortar as bolachas e ir colocando num tabuleiro de forno forrado com papel vegetal. Repetir o processo com a outra metade da massa.
Pincelar as bolachas com mel e cobrir com açúcar de coco.
Levar ao forno durante cerca de 15 minutos (vigiar, porque o tempo depende da potência do forno e da espessura das bolachas).
Deixar arrefecer e guardar num frasco de vidro bem vedado para que não amoleçam.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]