As palavras Chérie Paloma em neón verde chamam a atenção de quem passa numa rua que foge ao hype de aberturas de restaurantes, bares e cafés de Lisboa.

“Foi por isso mesmo que a escolhi”, explica à MAGG Julien Garrec, um francês apaixonado por Lisboa e por estes recantos longe da confusão.

Começou por vir de férias, mas rapidamente percebeu que Lisboa era para ficar. Abriu há um ano o Dear Breakfast, um café especializado em ovos, servidos em modo pequeno-almoço até às quatro da tarde.

6 fotos

Agora, com o Chérie Paloma, continua a apostar nos ovos, mas deu-lhes um toque mexicano, e estendeu-os à versão de brunch, almoço e, brevemente, também a jantar.

“Em Nova Iorque, onde também já vivi, os pequenos-almoços mexicanos já eram habituais um pouco por toda a cidade”, garante. Por cá, ainda são novidade mas, pela ementa, diria que não vai ser preciso muito tempo para nos habituarmos a sabores que, afinal, já nos são habituais.

É que o ponto forte desta refeição são os ovos, aqui servidos das mais diferentes formas. Há omelete com abacate, coentros, espinafres e queijo cheddar (9€), Huevos Rancheros (10€), na versão frita, servidos com feijões e tortilhas de milho, Huevos a la Mexicana (8€), mexidos com tomate, cebola, jalapeño, batata e feijão, Huevos Benedictinos, escalfados, com pão brioche, bacon e batata (10€) e os Huevos Divorciados (8€), designados assim por serem servidos com dois molhos, um vermelho e outro verde.

Coyo Taco. A taqueria mais cool e saborosa veio de Miami para o Príncipe Real

Há ainda guacamole (7€), tosta de abacate (8€) tacos (entre 9€ e 10€), quesadillas (7€) e smoothies (4,5€ e 5€).

Tudo isto pode ser servido como pequeno-almoço ou almoço e, em breve, também como lanche e jantar, uma vez que Julien pretende alargar o horário de funcionamento do espaço, para refeições mais tardias e cocktails mexicanos.

Até lá, é sempre possível optar pelos pedidos à carta ou pelos menus de pequeno-almoço e brunch, todos eles capazes de alimentar qualquer tipo de desejo de confort food.

O pequeno-almoço (14€), servido todos o dias, é composto por uma bebida quente, um smoothie, uma tosta, um croissant e uns ovos, mexicanos ou divorciados. Já o brunch (18,5€), servido apenas ao fim de semana, é feito de duas bebidas — uma quente e uma fria — tortilhas, guacamole e um prato principal, entre ovos e tacos.

Chérie Paloma

Mostrar Esconder

Morada: Calçada Marquês de Abrantes, 148, Lisboa

Horário: 8h30-16h (a partir de janeiro, abertos também para jantar)

A partir de janeiro, vão começar a ser servidos cocktails, todos com base em bebidas tipicamente mexicanas. É, aliás, a um cocktail mexicano que o restaurante vai buscar o nome. Paloma é uma mistura de tequilla, limão e sumo de toranja. Mas a explicação do nome não se fica por aqui. “Chérrie é Dear em francês, lembrando o Dear Breakfast. Além disso, Chérrie Paloma soa bem”, garante Julien, na esperança de que saiba ainda melhor.