Da corda gigante da Avenida da Liberdade ao Pinheiro Bombeiro. 8 iniciativas solidárias para ajudar

Para os sem-abrigo, crianças hospitalizadas ou bombeiros. Conheça as acções de 2018 — e, numa delas, brinde com uma cerveja artesanal.

A Heat the Street é uma das iniciativas solidárias que decorrem em Lisboa. Vai pendurar uma enorme corda na Avenida da Liberdade

O tiro de partida já foi dado para a corrida de estafetas mais louca do ano: a compra dos presentes. Aproveite as iniciativas solidárias deste Natal e faça com que uma oferta seja mais do isso. Há várias marcas com campanhas especiais, cujos fundos revertem para diferentes instituições. Há ainda ações solidárias na rua, para recolher e reutilizar bens ou ainda a campanha do Bombeiro Pinheiro em que, pelo aluguer de uma árvore, vai estar a contribuir para a compra de materiais dos bombeiros voluntários. A MAGG reuniu oito iniciativas. Conheça-as.

Pendure roupa na corda gigante da Avenida da Liberdade

A ideia é simples: pendurar um agasalhos na corda gigante que estará na Avenida da Liberdade, em Lisboa, para serem doados a quem precisa. Dividida por secções, inclui um espaço para roupa de homem, mulher, criança e acessórios, como mantas, cachecóis ou luvas. A organização pede que os participantes levem molas e cabides para dispor os bens doados. Todas as doações irão reverter para a CRESCER e a Boa Vizinhança Santo António — caso queira participar na iniciativa, mas não puder marcar presença na acção, é a estes espaços que se deverá deslocar para deixar roupa. O Heat the Street decorre a 15 de dezembro, sábado, a partir das 14 horas, na Avenida da Liberdade em Lisboa.

Ofereça roupa quente e beba uma agasalho

A troca é mais do que justa: na entrega de agasalhos, calçado, meias, cachecóis e outras roupas quentes,  a Oitava Colina, a marca de cerveja artesanal da Graça, além de o deixar conhecer a sua fábrica, onde irá decorrer a iniciativa a 15 de dezembro, ainda lhe dá a provar a nova cerveja, pensada para o Natal: a Agasalho, uma cocoa winter ale, produzida com cacau. A iniciativa “Dar e Receber” conta com a ajuda da CASA, a Instituição de Solidariedade Apoio ao Sem-Abrigo, que necessita urgentemente de alguns bens, como meias, roupa interior, cachecóis, casacos de homem, calçado de homem com números entre o 39 e 44, bem como mantas, cobertores e sacos-cama.

Morada: Travessa da Pereira nº16 A, arm. 5- 1170-313 Lisboa, Portugal

Ciclopasseio solidário Dois Pedais, Mais Natais

A propósito do Mercado de Natal Amigo da Terra e das Pessoas, a Câmara Municipal de Almada está a organizar um ciclopasseio solidário, o Dois Pedais, Mais Natais. Acontece a 16 de dezembro e o codedress inclui um acessório natalício. Além disso, deverá levar uma mochila com bens alimentares não-perecíveis (bolachas, enlatados, massa, arroz, óleo e azeite, por exemplo), que serão entregues à Refood de Almada, que, por sua vez, irá distribui-los por famílias com dificuldades no concelho. O ponto de encontro é às 15 horas, na Praça S. João Batista.

As inscrições são obrigatórias e podem ser feitas através do email [email protected], do número 918 194 877 ou do site.

Compre um peluche e defenda os direitos da criança

Até 31 de dezembro, na compra de um peluche alpaca da C&A, disponível em cinzento e branco, vai estar a doar o valor total do brinquedo (9€) à Save the Children, uma associação de defesa dos direitos da criança no mundo.

Na compra de um Bolo-Rei, ofereça histórias de embalar à Associação Nuvem Vitória

A campanha de Natal do Lidl não só chama a atenção para a importância do sono na infância, como promove as histórias de embalar antes de dormir — um hábito que, em muitos casos, irá substituir os ecrãs dos telemóveis, a que muitos miúdos já têm acesso, antes de apagarem as luzes. Além disso, por cada Bolo-Rei Favorina que comprar nestes supermercados, vai estar a contribuir para que a Associação Nuvem Vitória possa levar mais histórias às crianças em hospitais e instituições.

Alugue um pinheiro e ajude os bombeiros

A iniciativa Pinheiro Bombeiro está de volta com a segunda edição. A ideia é simples, sustentável e solidária: pode alugar um pinheiro por 2,5€ ou 25€ (consoante o montante que deseja doar), valor que será entregue aos bombeiros voluntários e utilizado para a compra de material de trabalho, como máscaras, luvas ou fatos. Os pinheiros, que resultam da limpeza de um terreno em Coruche, têm as dimensões médias de 1,8 metros de altura e um metro de largura. Depois de serem devolvidos são transformados em biomassa.

Em Lisboa, o pinheiro pode ser levantado no HUB Criativo do Beato, sendo que também há pontos de recolha e serviço de entrega ao domicílio noutras zonas do País, como Coimbra, Porto, Braga, Aveiro, Coimbra, Leiria e Faro. Entre 7 e 9 de dezembro, as árvores vão estar também no Homy Pop Market, no Mercado de Cascais.

Ajude grávidas e famílias carenciadas com a coleção de Natal Laranjinha

Entre 1 e 24 de dezembro é possível apoiar grávidas (pré-parto, período de internamento e pós-parto), bem como famílias mais carenciadas. Como? Por cada peça que comprar da coleção de Natal da marca portuguesa Laranjinha — inclui nana (fralda e doudou), dois babygrows e dois pijamas com uma ilustração natalícia — vai estar a contribuir com 5€ para a Bebés de S. João – Associação de Apoio à Maternidade, que faz parte do Serviço de Humanização do Centro Hospitalar Universitário de São João, no Porto.

No Porto há lojas no NorteShopping, Foz e El Corte Inglés Gaia. Em Lisboa, a marca está presente no El Corte Inglés Lisboa, Centro Comercial Colombo. Pode ainda fazer compras a partir da loja online.

Ofereça um kit de primeiros socorros e ajude as ações humanitárias da Cruz Vermelha

A Escola de Socorrismo e o Hospital da Cruz Vermelha (CVP) desenvolveram o “Kit de Primeiros Socorros — Uma Mala Salva-vidas”, uma ação que, além de solidária (as receitas revertem a favor das atividades humanitárias da CVP), pretende sensibilizar os portugueses nas áreas da prevenção das doenças cardiovasculares e de socorrismo — “Prevê-se que por cada minuto que passa em paragem cardiorrespiratória, as hipóteses de sobrevivência decrescem 10%. Aos 5 minutos a vítima tem apenas 50% de probabilidade de sobreviver”, diz a Cruz Vermelha em comunicado de imprensa.

Além dos artigos médicos (onde se inclui uma máscara fácil “boca-a-boca”), este kit inclui três vouchers de oferta: 50% de desconto no curso de quatro horas com certificação de Suporte Básico de Vida, um rastreio cardiovascular na CVP e a primeira anuidade de cartão de saúde do mesmo hospital. Os kits estão disponíveis em 50 farmácias na zona da Grande Lisboa e custam 22€.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]