Talheres de prata e crepes Suzette. O Altis leva-nos a 1973

O Altis Grand Hotel faz 45 anos e o restaurante do 12º piso, o Grill D. Fernando, tem um menu com os pratos e a baixela do ano de abertura.

Parte da baixela vai estar em exposição, mas a maior parte das peças vão ser usadas para servir as refeições durante esta época de aniversário

Se for jantar a este restaurante até dia 31 de janeiro, prepare-se. O requinte aqui, ainda que nunca tenha falhado, afina-se ao tom de 1973.

Foi nesse ano que abriu o Altis Grand Hotel, em Lisboa, e, 45 anos depois, a data é assinalada com um menu especial servido no restaurante do 12º piso, o Grill D. Fernando.

Os pratos são os originais da casa, que tudo vai fazer para que sejam servidos na baixela de outros tempos. Ou seja, há tornedó, sopa de cebola e crepes Suzette, tudo servido em cestos, manteigueiras, molheiras, leiteiras, bandejas, shakers e talheres da marca Béard, com banho de prata e gravados com o monograma do hotel.

As peças foram guardadas e, agora, depois de limpas, vão estar ao serviço do restaurante. Algumas ficam apenas em exposição, até porque são muitas as histórias para contar. A salva de prata onde era servida a conta, por exemplo, tinha como verdadeira função enviar mensagens entre políticos e grandes empresários, transportadas pelos empregados, que iam de mesa em mesa.

O menu, esse, foi pensado para servir os clássicos que, até dia 31 de janeiro, vão fazer parte da única ementa do restaurante.

Dela fazem parte o cocktail de gambas Neptuno (14€), o tornedó à D. Fernando (24€), a garoupa Algarvia (28€) ou a sopa de cebola (7€). Há também um menu de degustação (65€, com bebidas sugeridas pelo sommelier) composto por Gambas Altis de entrada, garoupa e filet mignon para pratos principais e crepes Suzette para sobremesa.

O chef de sala, Artur Caldas, prepara os crepes Suzette em frente ao cliente

E é exatamente neste momento de encerramento da refeição que começa a festa. Os crepes Suzette são um clássico da casa e, ainda que a massa venha já feita da cozinha, a preparação da calda é um espetáculo ao vivo. O chef de sala, Artur Caldas, que está no Altis há 17 anos, traz o carrinho dos crepes e, numa frigideira, junta o açúcar, a manteiga e sumo de laranja e limão e o álcool. Tudo aquecido, mergulham-se os crepes e servem-se, aos três por pessoa.

Grill D. Fernando

Morada: Altis Grand Hotel, Rua Castlho,11, 12º andar

Horário: 12h30 — 15h00 e 19h30 — 22h30 (fecha sábado almoço e domingo todo o dia)

Além disso, ao almoço, o restaurante deixa uma sugestão para cada dia: à segunda-feira há garoupa com molho Vale das Areias Arinto, à terça-feira perna de borrego com molho de alecrim, à quarta-feira pargo assado, à quinta-feira cozido à portuguesa e à sexta-feira bacalhau cozido com todos.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]