A Bola de Ouro não foi a única mulher a ser vítima de comentários sexistas em cerimónias públicas

Há outros nomes famosos a juntarem-se à jogadora Ada Hergerberg. Sofia Vergara e Emilia Clarke também já sofreram o mesmo.

Martin Solveig e Ada Hegerberg no momento em que ele lhe pediu para fazer o "twerk"

REUTERS

Ada Hegerber foi a primeira mulher a ser distinguida com a Bola d’Ouro nesta segunda-feira, dia 3 de dezembro. A jogadora de 23 anos foi noticiada em inúmeros órgãos de comunicação social essencialmente pelo comentário polémico de Martin Solveig depois da entrega do prémio. No fim do discurso de Ada, que para além de todos os agradecimentos incentivou jovens a perseguirem os seus sonhos, o anfitrião da cerimónia decidiu perguntar-lhe se sabia fazer o “twerk” (dança sensual provocante) para celebrar o prémio recebido.

A onda de comentários negativos que se gerou, acusando o DJ francês de sexismo, fez com que este acabasse por se desculpar mais tarde pela piada. Apesar de Ada não ter visto maldade no que Martin disse, esta não é a primeira vez que as mulheres se sujeitam a abordagens estranhas e sexistas em cerimónias públicas.

Em 2015, numa das mais prestigiadas entrega de prémios, Taylor Swift também foi apanhada numa dessas circunstâncias. O “Daily Mail” conta que, no ano em que arrecadou três Grammys, a cantora conhecida pelos seus desgostos amorosos espelhados nas letras das músicas, foi incorretamente abordada na red carpet pela repórter Nancy O’Dell. “Hoje sais com mais do que um troféu e calculo que com muitos homens”, afirmou a anfitriã de “Entertainment Tonight”, depois de ter pedido ao operador de câmara que filmasse o vestido da cantora.

Taylor Swift, seguido de um breve silêncio, respondeu que iria sair com amigos e que ia para casa para junto dos seus gatos. “Os homens metem-me em sarilhos”, afirmou.

O look de Taylor Swift nos Grammys de 2015

Durante a cerimónia que distingue os melhores da televisão, segundo a “Time”, a estrela de “Modern Family”, Sofia Vergara, foi colocada num pedestal que girava e, em segundo plano, aparecia Bruce Rosenblum enquanto falava sobre o estado da indústria televisiva. “Não nos podemos esquecer que o nosso sucesso depende sempre se damos ao espectador algo atraente para ver”, foi o que se reteve do discurso do presidente da Academia de Televisão, Artes e Ciência, nos Emmy Awards de 2014.

Sofia Vergara na plataforma giratória durante o discurso de Bruce Rosenblum

Na mesma cerimónia, mas em 2016, a publicação “Special Magazine”, noticiou que o conhecido “Joey” de “Friends” deixou desconfortável a protagonista de “Game of Thrones”, Emilia Clarke, com um comentário inesperado durante a conversa com a atriz.

Quando Matt LeBlanc foi questionado sobre a relação que mantinha com a série em que Emilia aparece como Daenerys Targaryen, respondeu que viu a primeira temporada mas que acabou por não seguir mais. “Mas ela começa a aparecer nua, portanto acho que tenho de pôr os episódios em dia”, terminou.

Matt LeBlanc com Emilia Clarke no programa televisivo de Graham Norton

Já durante os SAG Awards de 2014, em que reconhecem as melhores prestações na televisão, foi a vez de a atriz de “Big Bang Theory”, Mayim Bialick, ser indevidamente abordada, conta o “El País”. “Fazendo parte do elenco, não é que não sejas um génio, mas quantas pessoas acham que podes resolver cálculos de imediato?”, perguntou um apresentador que rapidamente se mostrou surpreso quando Bialick lhe respondeu que enquanto neurocientista, estudara cálculo durante vários anos.

Mayim Bialik nos SAG Awards de 2017

Keira Knightley, que fez parte de “Os piratas das Caraíbas”, foi mais uma das mulheres a quem foi perguntado como é que conseguia conciliar a vida pessoal com o trabalho. Pelo que apurou a mesma fonte, no Hollywood Film Festival de 2015, Keira foi aplaudida quando questionou se o repórter iria fazer a mesma abordagem a todos os homens que estavam presentes.

Keira Knightley como Elizabeth Swann no filme "Os Piratas das Caraíbas"

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]