Sabe porque é que hoje é o dia mais solitário do ano para quem é mãe há pouco tempo?

O estudo feito no Reino Unido demonstra o porquê de o 27 de novembro ser o dia mais triste do ano. As redes sociais não ajudam.

42% das inquiridas do estudo confessaram sentir-se "abandonadas"por amigos e familiares

Sharon McCutcheon / Unsplash

A exatamente 27 dias do Natal, o dia 27 de novembro é o mais solitário do ano para as mães. A conclusão é de um estudo britânico conduzido pelo site de maternidade “ChannelMum”, que inquiriu 1372 mulheres, todas mães. De acordo com os resultados, as principais razões que levam à escolha do 27 de novembro como o mais solitário em 365 dias são as más condições meteorológicas (chuva e frio, como é habitual nesta época do ano), as noites mal dormidas, o anoitecer cedo e o esforço para poupar dinheiro para a época natalícia.

A aproximação ao dia de pagamento de ordenados (muitas pessoas recebem o seu vencimento no final do mês) também aumenta a solidão sentida nesta data, dado que existe um esforço extra para não gastar dinheiro tão perto do dia de recebimento do ordenado que, geralmente, contempla o subsídio de Natal — aliás, quase três quartos das mães que participaram neste estudo assumiram esta como uma das razões para se sentirem sozinhas neste dia.

A onda consumista da Black Friday e da Cyber Monday também não ajuda, com 42% das mães a afirmarem que o facto de terem um bebé em casa as impede de aproveitar estes descontos nas lojas acaba por aumentar a solidão.

Este sentimento tem muito a ver com o Natal, época que com filhos, acaba por se tornar mais dispendiosa, mas também mais restritiva: metade das participantes do estudo admitiram que, após serem mães, já não têm condições financeiras para acompanhar os amigos em jantares de Natal e encontros festivos, com 93% a afirmar que acaba por cancelar ou não participar nestes eventos.

As mães recentes são um dos grupos mais afetados pela solidão sentida neste dia. Mais de metade das que participaram no estudo admitiram que acabam por não participar em festas e eventos nesta época do ano por não se sentirem confiantes com o seu próprio corpo, nem com vontade de se arranjarem. Nove em 10 mães de recém-nascidos descreveram-se como “solitárias” nesta época do ano, sete em 10 relataram estar “isoladas” em casa com um bebé, e 42% das inquiridas confessaram que se sentiam “abandonadas”, devido a muitos amigos e familiares perderem o interesse na sua companhia.

De acordo com o mesmo estudo, 51% das participantes também assumiram que rejeitam muitos convites para festas de Natal devido ao esforço em esticar o pagamento da licença de maternidade, e um quarto assumiu que o acaba por fazer por não ter com quem deixar os filhos. 20% afirma preferir deixar passar estes eventos devido a ainda estarem a amamentar, e não lhes ser possível consumir bebidas alcoólicas.

Metade das participantes (686 mulheres) declararam que as redes sociais acabam por contribuir para esta solidão – ao verem as várias publicações de amigos em eventos festivos, acabam por se sentir postas de lado, com um quarto das inquiridas a admitir que estas mesmas publicações afetavam negativamente a sua saúde mental. Apesar de tudo isto, 92% das participantes do estudo afirmam que acabam por esconder o que sentem de família e amigos, e recusam-se a falar da solidão sentida.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]