As 24 fotos do próximo restaurante de “Pesadelo na Cozinha”

Chama-se Café Central, fica em Portalegre e tem paletes de madeira no chão a fazer de bancos e uma parede cheia de rabiscos.

O negócio pertence a Diogo, que tem 25 anos

Há muito tempo que o Café Central, em Portalegre, estava a precisar de obras. Pelo menos é o que podemos assumir depois de olhar para as fotografias do restaurante, o último a receber a visita de Ljubomir Stanisic. Há uma parede cheia de assinaturas e rabiscos, mesas a precisar de reforma, paletes de madeira no chão a fazer de bancos e uma entrada nada apelativa.

Este domingo, 18 de novembro, estreia o último episódio da segunda temporada de “Pesadelo na Cozinha“. Numa altura em que a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) soma queixas contra o chef Ljubomir, sobretudo devido ao uso de palavrões e frases que incitam à violência, o programa chega ao fim.

E terminamos em Portalegre, mais precisamente no restaurante de Diogo, um jovem proprietário de 25 anos. Foi a mãe quem lhe ofereceu o restaurante, mas as coisas não estão a correr bem. Na cozinha trabalha também Vitorina, como ajudante, e na sala o serviço é assegurado por Leonardo. Aos jantares há uma equipa completamente diferente. O chef identifica vários problemas, mas a mais grave é, sem sombra de dúvida, a ausência quase total do proprietário.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]