A mulher com mais pinta no dia 3 do Portugal Fashion: Marta Pessanha Mascarenhas

Todos os dias, a equipa da MAGG vai eleger a mulher mais bem vestida do Portugal Fashion. No terceiro dia, ganhou Marta Mascarenhas.

A mulher com mais pinta já foi tradutora e agora é stylist

O último dia de Portugal Fashion não foi propriamente excitante no que diz respeito a pessoas com estilo. Para o dia três do evento, as pessoas escolheram optar por coordenados mais simples e sem especial impacto. Umas botas giras aqui, uma saia bonita ali, um blazer elegante acolá, mas nada com o fator wow que tanto procurávamos.

Até que, numa das mil voltas que demos ao recinto, encontrámos Marta Pessanha Mascarenhas, uma tradutora que virou stylist, que vestia um fato completo da Mango, que é tendência para a próxima temporada. Coordenou na perfeição com uma carteira vintage Prada, uma T-shirt da sua própria marca, The List, e ainda umas botas da Topshop. Foi o que bastou para a elegermos a pessoa com mais pinta deste último dia.

A peça eleita, e talvez a sua preferida, é a carteira baguete Prada, comprada “há muitos anos em Estocolomo”. “Com sorte, voltou a ser tendência e por isso achei que seria ótimo recuperá-la do armário“, explicou-nos a stylist enquanto nos dava algumas dicas sobre as tendências das próximas temporadas.

Ao Portugal Fashion já vem “há alguns anos” e um desfile que guarda com especial carinho é um de Katty Xiomara que aconteceu no terminal do Porto de Leixões. Para além do setting perfeito, adorou a coleção porque tinha tudo a ver consigo. Neste sábado, estava ansiosa para ver “os Manéis” (Alves/Gonçalves), mas também Luís Buchinho.

No que toca a peças essenciais, a stylist elege a santíssima trindade do estilo: umas boas calças de ganga, umas sapatilhas e um bom blazer. Com estas peças estará pronta para qualquer ocasião. Talvez falte um bom casaco de pele (falsa, calma) para rematar a coisa. É bom para o inverno e dá uma pinta descomunal, explica-nos Marta.

Por ter um estilo eclético, que mistura um pouco de tudo (sem nunca comprometer o conforto), é natural que uma das suas marcas preferidas seja a Prada. Peças elegantes, diferentes e com um toque de irreverência, mas sempre com o conforto em mente.

Por fim, e para finalizar a breve conversa, quisemos que a stylist deixasse um conselho os leitores da MAGG, que vamos levar para a vida: “Nunca deixem de ser quem são e nunca deixem de pensar no conforto. Acho que o conforto é o luxo por excelência”, palavra de stylist. E nós acreditamos.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]