A nova série de terror da Netflix é assustadora (e está a causar ataques de ansiedade)

Chama-se "A Maldição de Hill House" e são vários os fãs que dizem que desmaiaram ou que perderam o sono depois de verem o primeiro episódio.

A série mostra o regresso de dois irmãos à mansão assombrada mais famosa dos Estados Unidos da América

Netflix

Se antes talvez não fizesse sentido falar em estagnação quando o assunto era filmes ou séries de terror, agora faz cada vez menos. Prova disso são algumas das produções que têm sido lançadas e que têm conquistado a crítica e os fãs do género, como é o caso de “Hereditário” — o filme assustador que levou pais e crianças a fugir do cinema em pânico. Ou “A Freira Maldita” que apostava nos momentos de suspense e de sustos imprevisíveis, e que levou o YouTube a retirar o teaser publicitário da sua plataforma depois de ter recebido várias queixas de utilizadores que se diziam incomodados com aquele tipo de conteúdo.

Embora seja difícil perceber se virão a ser considerados dois clássicos do género, a verdade é que provocaram reações nas pessoas que os viram, o que contribuiu e muito para o buzz que se gerou. Mas agora há mais uma produção a deixar as pessoas inquietas. Falamos de “A Maldição de Hill House”, a nova série da Netflix que chegou à plataforma na sexta-feira, 12 de outubro, e que depressa começou a ganhar popularidade devido não só à história, mas também ao tipo de reações que foi provocando nos espectadores que não sabiam muito bem ao que iam.

“‘A Maldição de Hill House’ da Netflix é das coisas mais assustadores que eu já alguma vez vi. É de roer as unhas e de nos escondermos por trás do sofá, ou de desmaiar por não conseguirmos respirar”, escreveu um utilizador do Twitter depois de ter visto alguns dos episódios da série.

Mas não foi o único e depressa começaram a chover comentários acerca da produção da Netflix que muitos diziam ser “demasiado intensa”, havendo até outros que revelaram ter tido “sucessivos ataques de ansiedade” devido à forma como a produção era capaz de fazer uso de um terror psicológico para entrar na cabeça dos espectadores.

“Quem é que está a ver ‘A Maldição de Hill House? Preciso de falar sobre a série, principalmente durante a noite que é quando não vou conseguir adormecer porque fiquei com medo do escuro”, lê-se na publicação de outro utilizador que diz que tudo piorou a partir do episódio seis.

A verdade é que foi a própria Netflix que começou a dar azo a este tipo de comentários durante o período promocional da série, quando anunciaram o primeiro trailer. Numa publicação no Twitter, a empresa escreveu que tinha decidido revelar o primeiro trailer em setembro para aproveitar o horário de verão já que a série era “mesmo muito assustadora”.

“A Maldição de Hill House” é baseada no livro com o mesmo nome da escritora Shirley Jackson, que já tinha sido adaptado duas vezes para o cinema com os filmes “A Casa Maldita” e “A Mansão”, estreados em 1963 e 1999, respetivamente.

Apesar de a história original acontecer no final do século XIX, a adaptação da Netflix é ligeiramente diferente. Passa-se nos tempos modernos e acompanha um grupo de irmãos que, na infância, viveram na casa assombrada mais famosa dos Estados Unidos e que, anos mais tarde, são obrigados a estar juntos devido a uma tragédia na família. Já adultos e com outra vivência, serão obrigados a confrontar os horrores e os segredos do passado e voltar aos fantasmas e às assombrações da mansão de Hill House.

A série é da autoria de Mike Flanagan, conhecido por vários filmes de terror como “Jogo Perigoso”, “Hush” e “Oculus: O Espelho do Demónio”, e conta com alguns nomes conhecidos no elenco como Michiel Huisman (“A Guerra dos Tronos”), Sarah Paulson (“12 Anos Escravo”), Carla Gugino (“Sin City: Cidade do Pecado”), Oliver Jackson-Cohen (“O Corvo”) e Victoria Pedretti (“Sole”).

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. fabiomartins@magg.pt