O terceiro episódio da nova temporada de “Pesadelo na Cozinha” , que é transmitido este domingo, 23 de setembro, apresenta-nos o Adiafa, um restaurante de comida regional junto à praça de touros de Santarém, no recinto onde em tempos se realizava a Feira Nacional de Agricultura. E é justamente a ausência deste evento, que deixou de se realizar neste local em 1993, que marcou o início de uma fase menos boa para o restaurante aberto desde 1971, pelas mãos do pai do atual proprietário, o senhor Aires.

Segundo as informações avançadas pela TVI na sinopse do episódio, o Adiafa  “já foi um ex-libris” da cidade e pediu a ajuda do programa para dar a volta às dificuldades que sente nos últimos anos. Recebia grandes eventos “e as mesas rodavam diariamente duas a três vezes, ao almoço e jantar”, o que já não sucede no presente, estando o restaurante quase sempre vazio. Na mesma sinopse, a confeção pobre, os ingredientes congelados e a falta de amor pela cozinha foram os principais problemas identificados pelo chef Ljubomir Stanisic.

Mas apesar das enchentes e dos eventos frequentes fazerem parte do passado, a verdade é que o Adiafa continua a agradar a muitos clientes — a comida tradicional é muito elogiada, bem como o atendimento. Mas também há quem aconselhe fortemente os clientes a fugirem do local e outros que consideram elevados os preços praticados.

As 29 fotos do próximo restaurante de “Pesadelo na Cozinha”

De qualquer forma, de todas as críticas que conseguimos recolher (entre avaliações no Facebook, Google e na plataforma TripAdvisor), o balanço é claramente positivo: no Facebook, o restaurante tem uma avaliação de 5 pontos em 5 possíveis, no Google 4.1 em 5, sendo o TripAdvisor a nota mais baixa, com 3,5 em 5.

Veja o que se diz sobre o restaurante.

“Simpatia, bom ambiente e muito saboroso. Recomendo.” Vera Lúcia — Críticas Facebook

“Excelente local para degustar pratos fantásticos da cozinha tradicional ribatejana. Um abraço ao senhor Aires e restante equipa.”

Alexandre Rodrigues — Críticas Facebook

“Péssimo restaurante. Estive aí com um grupo e fomos muito mal servidos. As ‘entradas’ tinham jaquinzinhos fritos há três, quinze dias, batatas fritas de pacote, azeitonas, mini croquetes e pastéis e pedaços de carne fatiada intragável. O primeiro prato foi ‘sopa da pedra’, mas era uma ofensa à dita sopa — água deslavada com feijão manteiga, resíduos de qualquer coisa que parecia carne de porco e poucas rodelas de chouriço. O segundo prato, mais do mesmo, o bacalhau com mangusto estava simplesmente intragável. Pessoal trombudo. Não duvidem do que acabo de escrever. Pior restaurante, é impossível. Dou uma estrela, porque não posso dar zero. Fujam deste restaurante.”

Jorge Costa — Críticas Google

“Um belo local e uma boa cozinha com bons pratos tradicionais da região. A repetir.”

Francisco Cunha Oliveira — Críticas Google

“Bom restaurante com qualidade no serviço e na comida ribatejana.”

Ricardo Alves — Críticas Google

“Num almoço com um grande grupo de amigos, este revelou-se ser um restaurante medíocre. Muito fraco!”

Jorge Rocha — Críticas Google

“Já teve muita fama, agora nem por isso. Dá para tomar café. Refeições caras.”

Anabela Andrade — Críticas Google

“5 estrelas na comida e 5 estrelas no atendimento.”

Luís Bento — Críticas Google

“Comida ótima. Simpatia e atenção, como há muito não via!”

Nuno Sousa — Críticas Google

“Pesadelo na Cozinha”. As críticas ao Dom Dinis, o segundo restaurante do programa da TVI

“Comida deliciosa e caseira.”

Pedro Ferreira — Críticas Google

“Local icónico em Santarém.”

Dércio Guia — Críticas Google

“Pratos tradicionais, sem qualquer presunção e com uma qualidade difícil de encontrar hoje em dia. A lista reduzida e as instalações de sempre são pormenores sem relevância no contexto global.” — TripAdvisor

“Restaurante tradicional que parou no tempo. Para quem gosta de lugares antigos e míticos. Sem manias, onde só a qualidade da comida interessa. Bancos corridos e sem nada do conforto dos restaurantes de hoje, mas também não é isso que vamos lá procurar. Vale a pena ir por ser diferente.” — TripAdvisor

“A degustação de um petisco local chamado de mangusto acompanhado de um excelente bacalhau assado na brasa bem regado de azeite Foi uma experiência bastante agradável. A sobremesa, um arroz doce caseiro bastante delicioso, foi o culminar de uma refeição que superou a expetativa inicial. ” — TripAdvisor

“Comida regional muito bem confecionada num ambiente pitoresco. Ideal para grupos grandes. Localizado no centro (junto à praça de touros) e com facilidade de estacionamento.” — TripAdvisor

“Restaurante amplo com ambiente tipicamente ribatejano. Localizado no antigo campo da feira, fica um pouco afastado do centro, mas vale a pena a visita. A lareira é mais um atrativo durante o inverno. A envolvente precisa da atenção da autarquia – a vantagem é que há muito espaço para estacionar. Gosto de ir ao Adiafa comer o mangusto, que vos recomendo vivamente. Desta vez, escolhi o bife. Não era muito tenro mas também não posso dizer que era duro. Para sobremesa, escolhi o arroz doce  à ribatejana, ou seja, sem gemas. Cremoso. A melhorar: as toalhas de plástico nas mesas. Por favor! Há máquinas de lavar e de secar roupa. Façam uma surpresa aos clientes e ponham umas toalhinhas de pano.” — TripAdvisor

“Um restaurante com muitos anos em Santarém com pratos típicos do Ribatejo. Se pretendem provar algum, este é um bom sítio.” — TripAdvisor