É possível que durante a tarde de quarta-feira, 12 de setembro, tenha visto o mural de algumas das suas redes sociais inundado pelos novos produtos anunciados pela Apple. iPhone XS, XS Max e XR foram só alguns dos termos mais utilizados e comentados pelos utilizadores, mas talvez toda a apresentação lhe tenha passado ao lado. Muito devido à linguagem demasiado técnica e aborrecida que geralmente é usada neste tipo de lançamentos. Ainda assim, se calhar até é daqueles que querem finalmente trocar o seu smartphone antigo por um mais moderno e não percebeu muito bem as novidades apresentadas pela Apple.

A pensar nisso, a MAGG tentou descomplicar e mostra-lhe tudo aquilo que mudou e que vai mudar com os novos modelos de iPhone. Além de serem mais rápidos, estáveis e potentes, são também mais caros e há várias opções para todo o tipo de gostos e todo o tipo de carteiras.

Há três modelos diferentes para todo o tipo de gostos e carteiras

O nomes passaram a ser uma complicação para a Apple que, até aqui, usava uma sequência numeral com alguma lógica para identificar os seus equipamentos. Tudo mudou quando, em 2017, a empresa anunciou o iPhone 8 e o iPhone X — que se lê “dez”, mas que toda a gente continua a ignorar. O que interessa saber é que na quarta-feira, 12 de setembro, a Apple anunciou três novos modelos e são eles o iPhone XS, o XS Max e o XR. Parece confuso, mas na verdade é muito fácil perceber o lugar que ocupam no atual catálogo da empresa.

Comecemos com o iPhone XS. É a continuação daquilo que foi feito no iPhone X, lançado no ano passado, só que mais rápido, com um vidro traseiro mais resistente a quedas, com uma câmara melhor e numa nova cor: o dourado. Segundo a própria empresa, a bateria do iPhone XS é capaz de aguentar 30 minutos mais do que a do iPhone X. O segundo modelo chama-se XS Max e é a versão gigante do iPhone XS, com exatamente 6.5 polegadas de ecrã. Não há diferenças entre os dois modelos a não ser a bateria, que é maior, e, por isso, irá ter uma autonomia superior à do modelo base (90 minutos a mais, diz a Apple). Os dois modelos chegam a Portugal já a 21 de setembro e estão disponíveis a partir de 1179€.

Apple. Conheça os três novos iPhones e o novo Apple Watch (e saiba quando chegam a Portugal)

Por fim, foi também anunciado o modelo XR que é suposto ser a versão mais barata da empresa, só que de barato não tem nada. O preço base é de 879€ e só chega a Portugal a 26 de outubro. O iPhone XR vem com o mesmo processador do XS e só muda o ecrã, as cores e a câmara. O ecrã é um LCD e não um OLED, que está presente nos modelos XS e XS Max. Isto só quer dizer que as cores não vão ser tão vivas e vibrantes.

O modelo XR tem apenas uma câmara e não duas, mas mesmo assim consegue simular o efeito de profundidade dos outros modelos, e está disponível em várias outras cores como o vermelho, azul, cinzento, branco e amarelo.

Os novos iPhone são resistentes à água

É uma das caraterísticas dos novos modelos que, segundo a empresa, são resistentes à água até uma profundidade de dois metros e apenas durante 30 minutos. Se deixar cair o iPhone numa psicina, pode simplesmente mergulhar para dentro de água, apanhar o telemóvel, limpá-lo e provavelmente não terá problemas.

Mas atenção: é que embora sejam resistentes à agua isso não significa que o deva ligar e desligar após uma molha. O procedimento correto passa por limpar, secar e esperar uns minutos antes de o voltar a ligar. Tudo por uma questão de segurança. Isto significa que também pode andar com o telemóvel na rua em dias de muita chuva. Segundo a empresa, a resistência está abrangida a todo o tipo de líquidos: água da piscina, água salgada, vinho, cerveja e sumos.

O desbloqueio por reconhecimento facial está mais rápido

Com a chegada dos novos modelos, o botão principal onde antes estava o sensor de impressão digital deixou de existir. Por isso, resta-lhe apenas o desbloqueamento por reconhecimento facial que, diz a empresa, está mais rápido e mais estável nestes três novos modelos.

Fomos testar o novo Huawei num safari na África do Sul

Basta levantar o iPhone, olhar para o sensor e ele automaticamente dá-lhe acesso a todas as suas aplicações, mensagens e notificações. A opção de desbloqueio requer automaticamente que esteja diretamente a olhar para o sensor, mas pode desativar a funcionalidade nas definições.

As câmaras são novas e mais potentes

Chegámos a uma altura em que os telemóveis estão quase capazes de substituir uma máquina fotográfica profissional, e a Apple parece querer elevar o campo da fotografia a outro patamar. Os sensores das novas câmaras de iPhone são novos, mais rápidos e mais potentes. Mas há ainda uma nova funcionalidade extra chamada Smart HRD em que o iPhone é capaz de fazer um melhor processamento de imagem para lhe garantir uma fotografia incrível e WOW.

Resultado? As suas fotografias vão simplesmente sair melhores, mais vibrantes e dignas de ir para o Instagram. Vai poder ainda controlar a abertura da lente para aumentar ou diminuir o efeito de profundidade em fotografias em modo de retrato — fotografias em que o sujeito da fotografia está em foco e o cenário por trás está desfocado.

Apple Vs. Android. Dois jornalistas discutem qual é o melhor

Pode comprar um iPhone com 512 gigas de memória interna

Se for daqueles que gostam de guardar tudo no telemóvel, desde filmes e séries a imagens a vídeos, os novos modelos de iPhone são perfeitos para si. O modelo XS e XS Max chega até às 512 gigas de memória interna — o que significa que vão ser muito mais caros ao custar 1579€ e 1679€, respetivamente.

O iPhone XR, no entanto, só pode ser comprado com um máximo de 256 gigas de memória interna, e custa 1049€. São preços muito elevados que já ultrapassam os preços de um computador Apple, mas são as opções disponíveis para quem precisar delas.