10 malas que foram batizadas com nomes de celebridades

Sabia que a carteira Lady Dior é uma homenagem à princesa Diana? E que a mulher de George Clooney também tem uma mala com o seu nome?

Grace Kelly, Diana de Gales e Amal Clooney têm todas uma carteira com o seu nome

Quase todas as marcas de luxo criam carteiras com nomes específicos e icónicos: a Chanel tem a 2.55, a Louis Vuitton tem a speddy 30 e a Dior tem a Lady Dior. Mas sabia que esta última carteira foi lançada sem nome oficial, e que um ano mais tarde foi batizada em honra da princesa Diana de Gales? É verdade, e não é caso único.

Kelly Bag da Hèrmes

É das carteiras mais icónicas de sempre, começando por se chamar Sac à Dépèches, sendo rebatizada com o nome de Kelly em homenagem à princesa Grace Kelly do Mónaco. A princesa apaixonou-se pela carteira no set de filmagens do filme de Alfred Hitchcock e desde essa altura não a largou mais. A carteira tornou-se popular e num ícone quando Grace Kelly, numa tentativa de tapar a barriga de grávida, usou a carteira como escudo. A partir desse momento, a carteira começou a ser chamada Kelly, mas o seu nome só foi oficialmente mudado em 1977. As carteiras Kelly não se encontram disponíveis na loja online da marca, mas pode encontrá-las no site Farfetch. O valor varia conforme as especificidades, mas no site seu valor começa nos seis mil euros.

Grace Kelly com a carteira homónima

Birkin Bag da Hèrmes

A ideia da Birkin Bag nasceu a bordo de um voo internacional. A atriz Jane Birkin deixou, sem querer, o conteúdo da sua carteira espalhar-se no chão à frente de Jean-Louis Dumas, chefe executivo da Hèrmes naquela altura. Jane precisaria de uma carteira maior, mais prática, com bolsos, que conseguisse aguentar todos os seus pertences. Jean-Louis ficou inspirado e quatro anos depois a Birkin Bag nasceu, com a colaboração e nome da atriz. À semelhança da Kelly, a Birkin também só se encontra disponível nas lojas físicas da marca. Mas o site Farfetch conta com algumas. Os preços, no site, começam nos 15 mil euros.

A actriz com a sua carteira Birkin da Hèrmes

Lady Dior da Dior

A Lady Dior é talvez das carteiras mais icónicas e clássicas do mundo e, apesar de não ter sido criada para a princesa, foi rebatizada com o seu nome. Lançada pela primeira vez em 1994, sem nome oficial, foi entregue de presente no ano seguinte à princesa Diana pela primeira-dama francesa, Bernadette Chirac. Diana ficou deslumbrada com a mala e por isso levava-a sempre consigo. A carteira ficou tão associada à princesa de Gales que em 1996 foi rebatizada com o nome Lady Dior em homenagem a Lady Di. Esta carteira não se encontra à venda no site da Dior, apenas em lojas fisícas.

Lady Di com a carteira Dior que a homenageia

Lady D de Ferragamo

A popularidade da princesa Diana era tanto que ela não tem uma, mas duas carteiras batizadas em seu nome. Desta vez é da marca italiana Ferragamo, da qual Diana era fã. Diz-se que a princesa teria mais de 20 carteiras em pele bovina com aros dourados, e por isso era frequente vê-la a combinar as várias carteiras com os vários looks. Como tributo à princesa, a carteira que de tanto gostava foi batizada com o seu nome a título póstumo. Pode ser encontrada no site da marca por 1340,54€.

Diana com a sua carteira Ferragamo

Jackie Bag da Gucci

Também Jacqueline Kennedy Onassis teve direito a uma carteira com o seu nome. Batizada com o nome Constance Bag, a carteira viu o seu nome mudado para Jackie Bag em 1961, ano em que os Kennedy se mudaram para a Casa Branca. O nome foi alterado uma vez que Jackie, fenómeno de estilo mundial, era vista vezes sem conta com um hobo da marca (um modelo grande, prático e que se carrega ao ombro). Em 1999, a carteira é relançada pela marca, com o mesmo nome, e em 2009 aparece uma reinterpretação do modelo com o nome “New Jackie”. Seja em que altura for, a marca nunca deixou de homenagear a 35ª primeira dama dos Estados Unidos da América. Esta carteira pode ser encontrada no site da marca e custa 1290€.

Jackie Kennedy com a carteira Gucci com o mesmo nome

Sofia Bag de Ferragamo

Esta é uma mala que foi batizada com o nome da atriz italiana Sophia Loren, amiga de longa data de Ferragamo e fiel consumidora da marca. A Sofia Bag foi introduzida em 2009 na coleção de Primavera/Verão e é ainda hoje um clássico da marca. Existem vários modelos que pode escolher e vários tamanhos. Poderá encontrar uma versão desta icónica carteira no site da marca, por 2075,68€.

Sophia Loren e a carteira homónima

Alexa da Mulberry

É talvez o modelo mais conhecido da marca e aquele que elevou a Mulberry a marca de desejo e a ajudou a sair da crise. A carteira Alexa foi batizada em homenagem à it-girl britânica Alexa Chung que a dado momento estaria a usar uma pasta da marca para homem. A diretora criativa da Mulberry achou piada e decidiu criar uma carteira que fosse meio pasta, meio sacola que funcionou na perfeição. Deu-lhe o nome da it-girl, mas Alexa não teve qualquer intervenção no seu processo criativo. A carteira já não se encontra disponível no site da Mulberry, mas pode encontrá-la no site Vestiaire por 520€.

Alexa Chung e a sua Mulberry Alexa

The Amal da Ballin

Amal Clooney, mulher do famoso ator George Clooney, foi também homenageada através de uma carteira. Desta vez foi a marca italiana Ballin que rebatizou a carteira com o simples nome “The Amal” em honra da advogada de direitos internacional e humanos. Este tributo veio depois de a advogada ter sido vista a usar uma carteira da marca em diversas ocasiões. A carteira The Amal é uma mala tote que é vendida em castanho ou preto, encontra-se à venda no site da marca por 970€.

Amal Clooney com a carteira com o seu nome

Mulberry Luella Gisele da marca Luella para Mulberry

O nome dado a esta mala foi totalmente inesperado. A modelo Gisele Bündchen iria abrir o desfile da marca Luella com um mini-casaco e uma versão gigante da mala (um resultado conjunto da diretora da marca com Stuart Vevers, diretor da marca Mulberry na altura). A diretora da marca Luella revelou mais tarde que a imprensa adorou a mala e começou a chamá-la de “Gisele”, o que não estava programado. Foi desse acidente que a marca batizou a carteira com o nome da super modelo – Gisele. Esta mala já não se encontra disponível, mas pode encontrá-la no Ebay por 119,50€.

Gisele Bündchen no desfile da marca Luella com a carteira que viria a ter o seu nome

Diane Bag de Jason Wu

Para Jason Wu, fundador da marca homónima, a criação de uma carteira com a atriz Diane Kruger foi um processo natural da amizade dos dois. Inspirado na amiga e no seu estilo effortless chic, começou a desenhar a mala. Depois de umas conversas com a atriz e de algumas trocas de e-mails a carteira Diane nasceu. A mala pretende ser elegante, feminina e intemporal, todos os adjectivos que caracterizam a atriz e o seu estilo. A carteira já não se encontra à venda no site, mas pode encontrá-la na Amazon por 862,27€.

Diane Kruger com a carteira desenhada pelo seu amigo Jason Wu

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]