Em Itália, chamavam-lhe o casamento real italiano e na verdade foi o que acabou por acontecer. Chiara e Fedez casaram-se a 1 de Setembro e tiveram direito a festa de arromba no dia antes, com vestidos desenhados de propósito para a ocasião, mega fogo-de-artifício e um mini parque temático.

Mas já se sabia que o casamento da blogger italiana Chiara Ferragni com o cantor Fedez iria ser de arromba e que teria forte cobertura mediática. Por serem os dois conhecidos era previsível que tivesse um grande impacto em Itália e algum à volta do mundo. O que não se esperava é que gerasse tanto buzz nas redes sociais.

Casamento de Chiara. Os três vestidos, o parque de diversões e mais curiosidades sobre a boda

A revista Vogue Paris afirma que o casamento que decorreu no fim-de-semana de 1 de setembro foi mais popular nas redes sociais do que o casamento do príncipe Harry e Meghan Markle, a 19 de Maio de 2018. Ao todo, o impacto nos media foi de 36 milhões de dólares, com um total 67 milhões de interações.

O site Launch Metrics estudou o impacto que o casamento teve em várias marcas de moda e beleza que estiveram presentes no grande dia. O seu vestido de casamento Dior, desenhado especialmente para Chiara por Maria Grazia Chiuri, foi aquele que gerou mais atenção. Este único vestido gerou 5.2 milhões de euros em audiência por impacto de media, e um geral de 5,6 milhões de interações.

Casamento de Chiara Ferragni. Como era o vestido Prada da festa pré-boda

A segunda marca que teve mais destaque foi a Prada, cujo vestido a blogger usou para o jantar de ensaio no dia anterior ao casamento. O vestido, que foi feito à medida, gerou um total de 1.8 milhões de dólares em cobertura mediática, e 1.5 milhões de interações a nível global. Também a marca Lancôme, que maquilhou a noiva, gerou interesse e atenção. A nível de impacto na imprensa, contou com 700 mil dólares com um total de 1.3 milhões de interações.

Fazendo as contas, o casamento de Meghan Markle e o seu vestido Givenchy, renderam à marca 7% de impacto nos media. O casamento de Chiara Ferragni rendeu à Dior 15%. Podemos dizer então que foi mesmo o casamento do ano.