Eu e o Meu Carro, #01. Vanda Miranda abriu-nos as portas do seu Mégane (e pediu desculpa pelo caos)

Será que o nosso carro pode ser um reflexo de quem somos? Organizadinhos? Caóticos? Stressados? Verdadeiros rebeldes ou calminhos?

O nosso carro é, tantas vezes, o espelho de muito daquilo que somos. É ao volante que vivemos emoções, cumprimos rotinas, conversamos com os filhos, maridos, mulheres, amigos. É no carro que se veem muitas vezes pessoas sozinhas com lágrimas nos olhos, ou gente de mal com a vida a buzinar freneticamente, mas é também ao volante que vemos pessoas a cantar o que ouvem na rádio, a rir-se de um programa que estão a ouvir, a gritar um golo do seu clube, a dançar ao som da música. Há os que fazem do carro um escritório ambulante ou um salão de beleza, há os que vão armazenando garrafas vazias, pacotes que um dia foram de bolachas, centenas de tickets de estacionamento.

É no carro que se decide grande parte do dia-a-dia de muita gente, que se tomam boas e más decisões. O carro faz parte de nós, faz parte da nossa vida, todos os dias.

A MAGG e a Renault juntaram-se e andaram pelas ruas do País de boleia com várias personalidades conhecidas, que nos foram falando da sua relação com o seu carro.

No primeiro episódio, a locutora da M80 Vanda Miranda cedeu-nos o lugar de pendura do seu Mégane e andámos a dar umas voltas, a ouvir o que ela tem a dizer enquanto condutora.

Prepare-se, porque se vai rir e, muito provavelmente, vai rever-se em muitas coisas.

Veja o vídeo.

Conteúdo produzido pela Magg Lab e patrocinado por:

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]