Copenhaga. O país mais feliz do mundo segundo a ONU tem o segundo maior parque de diversões do mundo (Tivoli Gardens), um canal ao estilo neerlandês (Nyhavn) e a emblemática estátua da pequena sereia (Den lille Havfrue). Esta capital tem sítios imperdíveis para conhecer, mas nenhuma viagem fica completa se não sentir que chegou a descobrir os verdadeiros segredos da cidade. Para dar uma ajuda, a MAGG tem sugestões de sítios mais secretos e não tão turísticos para juntar a esta lista. Mas antes, falemos em voos…

Pode optar pela TAP, com voos diretos de Lisboa, ou pela KLM e Lufthansa, com voos com uma escala. Na TAP, os preços em época alta andam entre os 194€ e os 493€ e em época baixa entre os 142€ e os 290€. Os valores na KLM na época alta podem estar ali entre os 196€ e os 325€, enquanto que em época baixa variam entre os 190€ e os 245€. A Lufthansa tem valores entre os 147€ e os 305€ na época alta e entre 142€ e os 203€. Estes são valores previstos para ida e volta em estadias de cinco dias. Agora, vamos às recomendações.

#1 Superkilen, o bairro multicultural às cores

O parque Superkilen é um espaço de muita cor. Uma parte da cidade foi transformada numa zona multicultural que junta elementos de design de toda a parte do mundo, com toques futuristas incluindo uma zona pública completamente coberta de geometrias cor de rosa. Este é composto por três praças, cada uma de uma cor: Praça Vermelha, Mercado Preto e Parque Verde.

#2 Experimentarium, o museu da ciência e das experiências

Experimentarium, um centro de ciência e experiências no centro de Hellerup, uma região a seis quilómetros do centro de Copenhaga. Em 2017 reabriu ao público com um edifício novo, dedicado à curiosidade, experiências e educação da ciência. O preço por adulto é de 26€, e os miúdos pagam 15€. Aberto de segunda a sexta-feira das 9h30 às 17 horas, e sábado e domingo das 10 às 17 horas.

#3 Reffen Refshaleøen, restaurantes de street food

O objetivo deste projeto construído em Refshaleøen é oferecer um espaço amplo, com varias opções de empreendedorismo, tanto na criatividade como comida. Todo este conceito acontece a partir da inspiração dos mercados de street food e empresas de todo o mundo. Partindo do conceito da sustentabilidade, este lugar oferece uma série de experiências fabulosas — que podem ser vistas, saboreadas, ouvidas e sentidas, tanto local como internacionalmente.

#4 Samling ølflasker, a maior coleção de garrafas de cerveja do mundo

Premiada desde 2012 pelo Guinness como a maior coleção de garrafas de cerveja fechadas do mundo, está exposta no museu da Carlsberg. A coleção conta com mais de 22 mil peças que foram recolhidas desde 1968 por um engenheiro chamado Leif Sonne. Todas as garrafas tem formatos e marcas diferente, bem como vêm de cidades distintas. Para visitar o museu, a entrada custa 14€ por adulto e está aberto de maio a setembro das 10 às 18 horas.

#5 Vester Vov vov, primeiro café-cinema dinamarquês

Restaurado recentemente e com um charme único, este pequeno cinema é o mais antigo café-cinema da Dinamarca — e dos poucos operadores independentes que ainda exibem filmes de nicho com distribuição limitada. O café é mobilado com antigos móveis franceses e tem uma grande variedade de cafés, chás, cervejas e vinhos. O cinema tem sessões às 14, 16 e 18 horas, e o preço do bilhete varia entre 10 e 12€, respetivamente.

#6 Elefantporten på Carlsberg, a porta para a cervejaria Carlsberg

Terminada a 1901, na mesma altura que construíam a Cervejaria da Carlsberg, a Elefantporten på Carlsberg tem quatro elefantes, associados a Carl, fundador da marca, e aos seus três irmãos.  No topo da torre, um casal de figuras de pedra a observar os elefantes representam os pais a olhar para os fundadores.

#7 Grundtvigs Kirke, igreja expressionista

Uma das igrejas mais distintas desta capital, construída depois da Primeira Guerra Mundial. Uma igreja diferente do estilo normal, com mais de seis milhões de tijolos amarelos a formar a estrutura, tornam a sua aparência serena e minimalista. Foi construida em homenagem a N.F.S Grundtvig, filósofo, historiador e poeta dinamarquês do século XIX.

#8 Kulturtårnet, torre com vista para a cidade

Kulturtårnet (Torre Cultural) é uma nova instituição cultural do porto de Copenhaga. Localizada na antiga torre de cobre na ponte de Knippelsbro, este edifício oferece uma vista única para toda a cidade, bem como arte, musica, gastronomia e outras experiências culturais. Aberto de quarta-feira a domingo, das 12 às 16 horas.

#9 Søndermarken Cisternerne, abaixo da parte verde da cidade

Localizado no parque Søndermarken, do lado oposto ao palácio Frederiksberg, é um sitio onde pode encontrar plantas selvagens, relva longa como um prado e até mesmo corujas nas árvores mais antigas. Costuma ser um bom espaço para relaxar enquanto se vê a vista, para correr, passear os cães e tem ainda um parque infantil. A entrada para a cisterna é feita por uma das pirâmides de vidro que se encontra no jardim. Com exceção de segunda-feira, está aberta todos os dias, das 11 às  20 horas. O bilhete custa 10€ para adultos, e 6€ para estudantes e seniores.

#10 Arken Museum for Moderne Kunst, museu de arte moderna e contemporânea

Museu de arte moderna e contemporânea localizado nos subúrbios da cidade, Ishøj, perto da baía de Køge (Køge bugt). Arken foi construído pelo arquiteto dinamarquês Søren Robert Lund, e o edifício é uma distintiva estrutura moderna. Aberto todos os dias, exceto segunda-feira, das 10 às 17 horas, a entrada custa 15€ por pessoa.

10 fotos