Os seus filhos veem streamers? Saiba o que é o Twitch

O site domina o mundo das transmissões em direto de videojogos e faz milionários. Fique a conhecer a plataforma.

O "Fortnite" é o jogo mais popular do "Twitch", com 25.7 milhões de seguidores

Já não são só os videojogos ou os desenhos animados que agarram os miúdos ao ecrã. Agora há de tudo e mais alguma coisa para ocupar os mais novos e por vezes os pais não os conseguem acompanhar.

Se tem um pequeno jogador em casa, tanto no computador como em consolas, é possível que já tenha ouvido falar do Twitch. E o termo streamer, reconhece? Nós explicamos.

Primeiro foi o fenómeno dos youtubers. Mas estes, apesar de continuarem a ser uma das maiores fontes de entretenimento das crianças e adolescentes hoje em dia, têm uma espécie de “concorrentes”: os streamers. Ao contrário do youtuber, que pode gravar vídeos e publicar mais tarde (para além de também poderem fazer vídeos ao vivo), o streamer dedica-se inteiramente a transmitir vídeos em direto através da plataforma mais popular do género, o Twitch. Este tanto pode estar a jogar “Fortnite”, como “League of Legends” ou “World of Warcraft”; depende dos canais que o utilizador prefere ver. Pode estar tanto em Portugal, como em Inglaterra ou na Austrália. Basta ter uma conta, aceder ao canal do streamer e saber quando vai entrar em direto para ver e aprender as melhores táticas para vencer no seu jogo preferido.

Um dos exemplos mais sucedidos na plataforma, é o utilizador “Ninja“, cujo nome real é Richard Tyler Blevins, que começou a ficar conhecido com as transmissões de “Fortnite” que coincidiram com o crescimento do jogo. Atualmente é o utilizador com mais espetadores e seguidores, com um total de 281 437 352 visualizações no canal. Segundo o CNBC, o streamer de 27 anos consegue fazer mais de 438 mil de euros por mês a jogar “Fortnite”.

O mundo online não tem limites. Sem a supervisão de um adulto, pode tornar-se perigoso para as crianças. O Twitch é sobretudo um site feito para entreter os mais apaixonados por videojogos, mas nem sempre é possível prever ou controlar cada utilizador. Contudo, é possível usufruir do site com segurança. Fique a saber como funciona e os cuidados que deve ter com crianças entre os 13 e os 18 anos.

O que é o Twitch?

É um site onde se pode ver pessoas a jogarem videojogos ou fazer a nossa própria transmissão. Mais detalhadamente, trata-se de uma plataforma onde qualquer utilizador, criando uma conta pessoal, pode entrar em direto e transmitir o seu jogo para o público. Os utilizadores podem seguir os canais uns dos outros (tal como no Facebook, Twitter e Instagram) para estarem a par das novidades e saberem quando está a decorrer uma stream, ou seja, uma transmissão. Para o fazer, apenas é preciso um computador (ou uma consola, como a Xbox One e a PS4), uma conta no Twitch, um software de streaming, um microfone e uma câmara.

Pode-se aceder ao site através de qualquer navegador web com ligação à internet, como também em dispositivos como o Chromecast e ainda através da própria aplicação que pode ser encontrada nas consolas Xbox e PlayStation, ou então num smartphone.

A plataforma foi introduzida em 2011 e em 2013 já tinha 45 milhões de visualizações únicas. No ano seguinte foi comprado pela Amazon por 852 milhões de euros e hoje em dia é o serviço de streaming de videojogos mais utilizado nos Estados Unidos da América com 2.2 milhões de streamers mensais e 15 milhões de utilizadores ativos diários.

O que se pode ver no Twitch?

Transmissões de vários videojogos. Entre os mais populares estão: “League of Legends”, “Fortnite”, “PlayerUnknown’s Battlegrounds”, “Hearthstone” e “World of Warcraft”. Pode-se também assistir a torneios profissionais (eSports), emissões em direto de convenções como a E3, Comic-Con, PAX e ainda talk shows e podcasts.

No entanto, o Twitch tem vindo a lançar conteúdos “non-gaming”. Em 2015 introduziu oficialmente uma categoria apenas para transmissões de música, tal como programas da rádio e atuações. Mais tarde, lançou a categoria “Creative”, onde os utilizadores podem partilhar trabalhos artísticos. Há ainda o “IRL” (In Real Life), onde se pode transmitir praticamente tudo o que utilizador quiser, sendo que costuma estar entre os 10 canais mais vistos.

View this post on Instagram

Calculated

A post shared by Tyler Blevins (@ninja) on

É grátis?

Criar uma conta e ver transmissões de canais é totalmente grátis. No entanto, o site possui um pacote premium de subscrição mensal, que custa cerca de 11,41€, com vídeos sem anúncios, mais espaço de vídeo para quem faz stream e outros conteúdos especiais. Pode-se ainda subscrever os canais individuais por 4,38€ cada para obter também conteúdo exclusivo, determinado por cada streamer.

Qual é a idade recomendada?

Segundo os Termos de Serviço do site, este é proibido para menores de 13. Porém, até aos 18 anos é aconselhável a supervisão de um adulto.

Os streamers podem também escolher avisar os espetadores, através do seu canal, caso o seu conteúdo não seja apropriado para um público mais jovem.

Que cuidados os pais devem ter?

Cada canal do Twitch tem uma janela de chat onde os utilizadores (que estão a ver stream) podem conversar entre si e com o próprio streamer. Enquanto que pode ser uma funcionalidade útil para quem quer entrar em contacto com o seu streamer preferido, o canal é também exposto ao público que está a ver a transmissão, caso este se manifestar no chat. Apesar de não haver proibições de palavras, os streamers podem banir qualquer espetador que esteja a perturbar ou a desrespeitar a transmissão. É também possível conversar com um utilizador em privado utilizando a função “whisper”.

Por conseguinte, é importante que os pais reconheçam os riscos que podem estar associados a estas funcionalidades. O Twitch permite facilmente denunciar utilizadores (carregando em “definições” e de seguida em “segurança e privacidade”) podendo ficar bloqueado, silenciado ou ignorado.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]