Bem sabemos que não é a mesma coisa, mas se perdeu os últimos concertos de Roger Waters em Portugal, em 2011 e em maio de 2018, esta é talvez a única opção que lhe resta para ouvir êxitos como “Confortably Numb” ou “Wish You Were Here”. É que os Brit Floyd, conhecidos por ser a maior banda de tributo aos Pink Floyd, estão de regresso a Portugal com a tournée Eclipe World Tour — e pode esperar uma revisita aos grandes clássicos da banda britânica de rock progressivo.

Numa altura em que o icónico álbum “The Dark Side of the Moon” dos Pink Floyd comemora 45 anos desde a data em que foi editado, a banda de tributo regressa aos palcos para oferecer um espectáculo repleto de nostalgia, luzes e cenários surpreendentes.

As 5 experiências mais incríveis que pode viver em festivais de música

O concerto está marcado para 2 de dezembro na Altice Arena, em Lisboa. E vai ser uma recriação fiel da digressão dos Pink Floyd em 1994, altura em que tocaram pelo mundo para apresentar o seu 14.º disco, intitulado “The Division Bell”. Além do design de luzes, laser, cenários megalómanos e insufláveis gigantes, haverá de tudo um pouco para garantir que a experiência seja o mais próxima possível de um verdadeiro concerto da banda original britânica.

Esta digressão vai contar com músicas de discos como “The Dark Side of the Moon”, “Wish You Where Here”, “Animals”, “The Wall” e “The Division Bell” e os bilhetes já estão à venda através da BlueTicket.

Os preços variam entre os 20 e os 125 euros — a opção mais cara garante-lhe acesso à plateia vip e ainda a uma sessão de meet and greet, onde poderá pedir autógrafos a cada um dos músicos.