Já saímos da casa dos 40 graus, mas mantemo-nos na dos 30 e a casa tem memória, porque acumulou o calor infernal que o ar da primeira semana de agosto emanou. Ao final do dia, já corre uma brisa que consola, mas roda a chave, abre a porta e é recebido por um bafo para lá de insuportável. Os champôs estão quentes. Os lençóis estão quentes. Até as paredes estão quentes. Tudo está quente.

Nem todas as casas têm ar condicionado e nem todas as pessoas podem e querem ter um ar condicionado. Mas todas se querem sentir bem em casa. Qual é a solução? Há vários truques, desde a decoração, a pequenos hábitos que devem ser praticados no verão a pequenas engenhocas que pode construir.

Casa fechada durante o dia, aberta durante a noite

Começamos pelo básico, determinante para que a missão se cumpra o melhor possível. Durante o dia, antes de sair para o escritório, não deixe as janelas, estores e cortinados abertos. Quanto mais proteger a casa do sol e do ar quente, menos calor ela irá absorver e menos irá aquecer. À noite faça o contrário: abra as janelas, refresque as divisões e, caso esteja mesmo insuportável, deixe fazer corrente de ar.

Aposte em blackouts para absorver o calor

As cortinas blackouts absorvem até 30% do calor e podem ser compradas sozinhas ou podem ser incorporadas em cortinados. São essenciais para conseguir ter a casa o mais fresca possível em alturas de vagas de calor, sobretudo se não tiver ar condicionado. Importa que tapem a superfície completa da janela para que a casa mantenha a temperatura o mais normal possível.

Cuidado com os eletrodomésticos — utilize formas de cozinhar naturais

Faça greve de cozinhados assados, porque o forno vai aquecer-lhe muito a casa. Evite fritos, não só porque fazem mal, mas pelo mesmo motivo: o calor. Aposte em pratos frios e o mais naturais possíveis. São mais frescos, não são necessários eletrodomésticos e fazem bem à saúde.

O mesmo se aplica às restantes máquinas que, ainda que não note, aquecem. A televisão aquece. O computador também. Não os deixe ligados antes de sair de casa, em primeiro lugar, porque é um desperdício de energia e um golpe nas contas do final do mês. Em segundo lugar, porque, em vez refrescar, vai estar a aquecer a casa.

7 saladas frescas e diferentes para fazer em 5 minutos

Reveja a decoração

Almofadas de veludo? Mantas? Tapetes com pelo? Edredons? Adapte a sua casa ao verão. Não precisa de partir paredes ou de comprar mobília nova. O truque passa por fazer pequenas substituições e por arrumar alguns objetos que não vão ser necessários até à próxima estação. Troque as almofadas por outras com cores mais de verão e com tecidos mais frescos, como algodão. Retire os tapetes do chão e guarde as mantas e os edredons — não fazem falta nenhuma e só aquecem.

Se tiver objetos em excesso, também é aconselhável que passe por um processo de destralhar, porque quanto mais cheia estiver a casa, mais claustrofóbica se torna e mais quente parece. Por outro lado, espaços amplos e clean dão a sensação contrária.

Há um tipo de luz melhor

Muito importante. Sabemos que a iluminação de uma casa é um dos fatores que a fazem aquecer, mas, com as lâmpadas certas, poderá reduzir muito este fenómeno.

Aposte em lâmpadas LED, porque, apesar de serem mais dispendiosas, trazem uma série de vantagens para a sua casa. Além de serem de baixo consumo, têm um tempo de vida superior e, por toda a energia utilizada ser para iluminar, não libertam calor praticamente nenhum.

Aposte nesta capa para a almofada

Já usou os dois lados da almofada, até que resolve desistir dela porque os lençóis estão mais frescos. Com a Gel O’Cool Pillow Mat não vai ter mais este problema: a almofada vai ao congelador durante umas horas (não demasiadas porque depois fica muito rija) e garante-lhe noites mais tranquilas, com temperaturas a irem até aos 14 graus.

Aproveite o frigorífico

Truque mágico: coloque os lençóis e fronhas de almofada (idealmente de algodão, porque é o têxtil mais respirável) durante alguns minutos no frigorífico. Assim, quando se for deitar, vai sentir-se muito mais fresca e não terá dificuldades em adormecer.

Saiba tirar o melhor partido da sua ventoinha

Chegou a casa ao final do dia. A temperatura na rua já está mais fresca, mas a sua casa está um forno impróprio para humanos. Caso tenha uma ventoinha, a melhor forma de a utilizar é apontando-a para fora de casa, de modo a expulsar o ar quente e fazer entrar o ar fresco da rua.

No entanto, se as temperaturas na rua estiverem igualmente insuportáveis, então utilize-a da forma tradicional, mas coloque à frente uma tigela com gelo. Conforme for derretendo, vai criar uma espécie de pequena rega que vai arrefecer o ar, sem o risco de ficar tudo molhado.

Ou aposte neste climatizador evaporativo

Qual é a função de um climatizador? A mesma que no ponto anterior, só que de forma muito mais sofisticada. Este aparelho vai tornar o ar quente da sua casa em ar frio, com a ajuda de água. Vantagens? São portáteis, servem para o interior e exterior e são mais económicos do que o ar condicionado. Regras: usar sempre com janelas abertas, para o ar se poder renovar e evitar a acumulação de humidade. Sugerimos o climatizador evaporativo Equation, à venda no Leroy Merlin, por 52,99€ (está com desconto na loja online, o preço original é 69,99€).