O verão não tem que necessariamente significar apenas sol, calor e praia. Especialmente agora, numa altura em que as vagas de calor deixam qualquer um exausto e sem vontade para nada. Depois de lhe termos mostrado os sítios mais incríveis para passar férias por menos de 400€, ou o conceito inovador e cada vez mais na moda, os hotéis flutuantes, decidimos elevar a fasquia.

Fomos à procura dos locais no mundo que pode visitar para fugir ao calor, e o difícil vai ser mesmo decidir para qual se vira primeiro. Todos eles têm atividades ao ar livre que pode fazer e paisagens lindas para dar uma nova vida e cor ao seu Instagram (e fazer pirraça aos amigos).

Ilha de Skye, Escócia — 11º no verão

Paisagens fantásticas, atividades ao ar livre e passeios de caiaque são só algumas das opções disponíveis

Fica na Escócia e além das paisagens que têm tudo para resultar em boas fotografias, é também caracterizada pelo clima ameno e muito húmido. Além disso, há muitas atividades para fazer como visitar castelos antigos, fazer viagens de barco, de bicicleta ou de autocarro turístico. Pode ainda fazer um passeio de caiaque pelos rios repletos de rochas e pequenas (mas bonitas e nada perigosas) quedas de água.

A ilha dispõe ainda de muitos espaços amplos onde todos os visitantes podem fazer piqueniques e conviver com todos os animais que costumam habitar a região. Mas há também lugar para workshops artísticos, como por exemplo um de fotografia, onde vários fotógrafos profissionais ajudam os visitantes a tirar proveito das paisagens que compõem e distinguem a ilha da Escócia.

A viagem de ida e volta custa 351€ com partida de Lisboa e chegada a Glasgow (depois terá de apanhar um autocarro para a ilha), de 18 a 22 de agosto.

Garzón, Uruguai — 13º no verão

Apesar de as temperaturas estarem relativamente baixas para o verão, há sempre uma praia ou uma lagoa para dar uns mergulhos

Com temperaturas máximas entre os 13 e os 19 graus, a pequena vila de Garzón, no Uruguai, é o melhor destino de férias quando a ideia é não suar muito e nunca sentir calor. Além de poder visitar várias adegas — imagem de marca da região — há ainda a possibilidade de fazer longas e divertidas viagens de balão que oferecem uma vista panorâmica sobre toda a vila e os espaços verdes que a rodeiam. Claro que se sentir falta de uns mergulhos, o que não falta é lagoas e praias por perto.

A viagem de ida e volta fica por 1.077€ com partida de Lisboa e regresso a 18 e 22 de agosto, respetivamente.

You and the Sea. É assim a vida no novo hotel da Ericeira

Reykjavík, Islândia — 13º no verão

Ver auroras boreais em grande plano é a grande experiência que a Islândia promete

Aqui as baixas temperaturas durante todo o ano obrigam os cidadãos (turistas ou não) a usar roupas quentes dia sim, dia sim. Na capital, as temperaturas andam sempre entre os 8º e os 13º, mas se isso não é suficiente para o convencer, que tal a possibilidade de ver as auroras boreais?

Falamos de um fenómeno natural que acontece durante todo o ano em que o céu da Islândia se enche de luz e de cores fantásticas e que pode ser observado a qualquer altura. Mas há espaços específicos dedicados a oferecer uma experiência ímpar aos turistas.

É o caso do Aurora Reykjavík’s Northern Lights Center, um museu que está em exposição permanente para dar a conhecer toda a história por trás do fenómeno. Além disso, há também uma piscina termal aquecida até 40º que fica apenas a 47 quilómetros da capital.

A viagem fica por 713€ com partida de Lisboa a 18 e regresso a 22 de agosto.

Parque Nacional de Denali, Alaska — 15º no verão

Os turistas podem acampar no parque, junto de todos os animais que fazem da região o seu habitat natural

O Alaska é o melhor sítio para quem é fã verões amenos e tranquilos. Em vez de suar na praia, pode simplesmente descobrir o parque nacional de Denali onde as temperaturas andam sempre entre os 11 e os 15 graus. As atividades são várias e todas eles envolvem explorar, através de longas caminhadas ou escaladas pelas montanhas, a região do Alaska. Os turistas podem inscrever-se para passeios de bicicleta, ou de uma pequena avioneta que está disponível todos os dias para várias viagens em redor do parque.

Portugal. Estes são os hotéis com as banheiras mais incríveis nos quartos

Os turistas podem ainda acampar no parque, de forma gratuita, e conviver com os mais de muitos animais que por ali habitam.

A viagem custa 1.289€ com partida de Lisboa a 18 e regresso a 22 de agosto.

Ilha do Cabo, Canadá — 18º no verão

Viagens de barco, jogos de golfe ou espetáculos ao ar livre são só algumas das atividades que pode fazer

Se a ideia é fazer uma escapadinha junto à zona costeira, a Ilha do Cabo, no Canadá, é a melhor opção a considerar. Não só pode fazer passeios, sessões de golfe e viagens de barco como ainda há a possibilidade de assistir a festas e espetáculos ao ar livre — sempre com uma componente cultural e regional muito forte. Mas há mais atividades consoante o seu gosto e estado de espírito.

Visto que as temperaturas médias rondam os 18º entre junho e setembro em toda a região, nunca vai correr o risco de apanhar um escaldão ou sentir um calor insuportável. Uma das vantagens de visitar a ilha é que, por ser banhada pelo Oceano Atlântico, pode ver baleias e golfinhos nas viagens de barco organizadas pelas várias agências de turismo que operam na região.

A viagem custa 954€ com partida de Lisboa pela Air Canada a 18 e regresso a 22 de agosto.

Sublime Comporta. As novas villas incríveis que tem de descobrir este verão

Ilha da Páscoa, Chile — 18º no verão

Esta ilha fica no Chile e promete uma experiência muito forte a nível cultura

É já uma das maiores atrações turísticas no Chile, mais ainda no verão quando as temperaturas são muito baixas para aquela altura do ano. Aqui, os visitantes podem fazer longas caminhadas pelos campos verdes, ir à praia, ou até conhecer a história que está por trás de toda a cultura da região — através da 900 estátuas enormes que, na verdade, se chamam moais.

As estátuas representam os antepassados dos primeiros ocupantes da ilha, há mais de milhares de anos. Por ser uma visita muito cultural, as atividades passam quase sempre por conhecer as curiosidades e factos históricos acerca daquele grande espaço. Mas uma coisa é certa: nunca vai ficar sem planos bonitos para as fotografias.

A viagem de ida e volta custa 2.723€ com partida de Lisboa a 18 e regresso a 22 de agosto.