Não tem nome de restaurante e, quem passa na rua, até pode ficar na dúvida se por aqui se pode almoçar ou jantar. Mas entre sem medo. No Clube Lisboeta, que abriu recentemente no Príncipe Real, há brunch, comida saudável, menus de almoço e uma carta ao jantar que o leva numa viagem pela comida de outros mundos.

À frente desta cozinha multifacetada está a chef Karin Gama, conhecida pelo seu trabalho em preparar pratos com ingredientes o mais naturais possível. Aqui faz-se comida saudável, mas sem ser aborrecida. “A ideia é usar ingredientes saudáveis, apostando na sazonalidade, mas em quantidade suficiente e que satisfaçam todos os gostos”, esclarece Andreia Duarte, sócia-gerente do Clube Lisboeta.

O espaço tem também uma zona de bar, para quem quer apenas beber um copo ou para quem espera por mesa para jantar

Não admira, por isso, que façam parte da carta sandes e torradas com opões de recheio que vão desde geleia ou presunto de porco preto, até ao abacate ou à manteiga ghee. Há ainda fatias de bolo ou tapiocas, bowls de açaí e panquecas de fubá. Ainda nesta parte do menu com opções mais leves, há duas hipóteses de brunch que o vão deixar mais do que satisfeito. A primeira tem panquecas, tosta de ovos mexidos e queijo, bowl de fruta, iogurte e granola, café ou chá e sumo do dia (16€). A segunda, ainda mais completa, é composta por tosta de abacate, pico de gallo e ovo estelado, tapioca de presunto e queijo, bowl de kefir, fruta e granola, café ou chá e sumo (20€). E para isto não há dia marcado. O brunch é servido todos os dias e até às 17 horas.

8 restaurantes novos que tem mesmo de conhecer em Lisboa e no Porto

Hora marcada têm os menus executivos (9 a 10€), servidos ao almoço e que contam com pratos de comida portuguesa, mas com a particularidade de, à segunda-feira, não terem proteína animal, uma iniciativa integrada no movimento mundial Meatless Monday.

Aos jantares (e almoços de fim de semana) a aventura é outra e é bom que vá com uma mente aberta para esta refeição. O cliente pode escolher qualquer entrada ou prato de quatro cozinhas distintas, cada uma a representar o seu país.

Curry de cogumelos, feito com Massala da Casa, um dos pratos tailandeses disponíveis

A Grécia, a Tailândia, o Brasil e Portugal são os países base, aos quais se vão juntando outros ao longo do ano. Mas para já é possível começar a refeição com uma açorda de bacalhau (12€) bem portuguesa ou uma casquinha de siri (12€) brasileira. Para pratos principais, há, por exemplo, caril de cogumelos tailandês (14€), moussaka grega (13€) ou bobó de camarão (18€) do Brasil. E nas sobremesas, a viagem continua, mais não seja, por uma estrada de sabores particulares. Há banana flambada com rum e laranja (6€), cheesecake vegan e raw de mirtilo e limão (7€), bolo quente de chocolate com calda de chocolate e frutos vermelhas e tarte ganache de chocolate (8€), manteiga de amendoim e flor de sal (8€).

Mostrar Esconder

Morada: Rua Escola Politécnica nº84/90 Lisboa

Horário: seg a qui 8h-01h, sex a dom 9h-2h

 

Há ainda menus pensados para crianças e opções para jantares de grupo, com opções totalmente veganas ou para quem prefere comida tipicamente portuguesa (27€ a 32€).

Para completar este ramalhete inesperado, há ainda uma experiência que ajuda a fazer jus ao nome. Ainda que não seja preciso pagar quotas, é possível tornar-se membro deste clube. Para isso basta fazer download de uma aplicação (que ainda está a ser desenvolvida), através da qual os clientes, sem qualquer custo, podem ter acesso a momentos exclusivos, como um jantar especial ou uma prova de vinhos.