Há poucas coisas mais maravilhosas no mundo do que atirar-se para um pote de gelado ou beber sofregamente uma lata de refrigerante. Só uma coisa que pode arruinar este momento glorioso: brain freeze. Por outras palavras, quando somos subitamente atingidos por uma forte e lancinante dor de cabeça, que parece ditar o nosso fim. Não é verdade — por mais desagradável que seja, segundos depois já passou.

Como é que o nosso cérebro parece prestes a explodir com algo tão simples como uma bebida ou um gelado? Existe uma explicação — e está na mudança brusca de temperatura no palato e na parte de trás da garganta. Isto leva os vasos sanguíneos a contraírem ou a fecharem, o que vai afetar a artéria cerebral anterior.

Porque é que algumas pessoas estão sempre com frio?

Prometemos que não vamos complicar mais o assunto: o que interessa é que quando ingerimos algo extremamente gelado, esta tal artéria dilata-se para aumentar a circulação na região, garantindo que o sangue continua a correr quente naquela zona.

E assim nasce uma dor extremamente intensa. Para ter uma ideia, a dilatação faz com que a espessura da artéria quase triplique. Parece assustador, mas a verdade é que é inofensivo. A sensação desaparece passados alguns segundos, mas há três truques que pode utilizar para facilitar o processo: pressionar a língua contra o céu da boca, respirar pelo nariz ou beber algo que esteja à temperatura ambiente.