Ruth Manus. "Ai, quem não foi traída, não é?"

, por Dulce Neto