O Prego da Peixaria vai fechar no Príncipe Real — e a culpa é do mercado imobiliário

A marca não quer "acompanhar os excessos da especulação imobiliária que ocorrem em Lisboa", por isso decidiu mudar-se para Algés.

O Prego da Peixaria vai trocar o Príncipe Real por um novo espaço

Abriu há cinco anos pela primeira vez no Príncipe Real e até hoje podemos provar os famosos pregos de peixe em mais três pontos de Lisboa: Saldanha, Cais do Sodré (Time Out Market) e Alvalade. No entanto, o primeiro espaço do Prego da Peixaria, na Rua da Escola Politécnica, vai fechar quinta-feira, 5 de julho, para poder dar vida a uma nova aventura em Algés. E a culpa é do mercado imobiliário.

“Para que o negócio se mantenha sustentável este não deverá acompanhar os excessos da especulação imobiliária que ocorrem atualmente em Lisboa”, explicaram em comunicado.

O novo espaço vai abrir na Praceta Professor Alfredo de Sousa, em Algés. O que o diferencia desta vez é a decoração: um espaço simples, moderno, mas com o mesmo espírito dos anteriores. No interior podemos encontrar 70 lugares sentados, 56 lugares de esplanada, cadeiras adaptadas para crianças (incluindo um fraldário) e ainda as habituais cartas pensadas para os mais novos, o que torna o restaurante ideal para famílias.

O Prego da Peixaria  vai estar aberto a partir de segunda a sexta-feira das 12 às 15h30 e das 19 à meia-noite. Aos fins de semana vai estar a funcionar das 12 à meia-noite.

E vêm aí novidades na carta — saudáveis

O conceito inovador do restaurante, que transforma o prato típico português — o prego — em hambúrgueres de peixe (também têm de carne) vai apresentar novidades na carta, tal como o fez quando abriu em Alvalade em 2016. Algumas delas são as opções saudáveis, como saladas, algo que surgiu devido à proximidade do novo restaurante com o Holmes Place.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. joanaferreira@magg.pt