Nunca estamos bem com o que temos. Se somos loiras, queremos ser morenas, se temos o cabelo liso, queremos ter o cabelo ondulado, se temos sardas, não queremos ter sardas. E se não temos sardas, queremos ter. Mas para tudo há solução.

Podemos pintar o cabelo, fazer umas ondas com o babyliss e até criar sardas onde elas não existem. Como?

É muito fácil, segundo a maquilhadora Mariana Daehnhardt, que não recomenda nem a tatuagem de sardas, nem a pintura com henna. Há dois tipos de produtos que conseguem criar o efeito de sardas de forma natural: o lápis para os olhos ou o lápis para sobrancelha. “O que eu normalmente faço é juntar dois lápis, de olhos ou de sobrancelha, com um elástico, um com a ponta mais afiada que o outro, e com dois tons de castanho diferentes, e vou fazendo as pintas uma a uma.”

O truque é escolher um lápis, preferencialmente à prova de água por causa da transpiração e oleosidade da pele, com um tom um pouco acima do tom de pele de cada pessoa. A aplicação, que é feita na zona do nariz e bochechas, vai depender do quão naturais se quer que as sardas fiquem.

Mas o ideal é que fiquem realmente naturais, para que não se perceba que são falsas. Para isso, as pintas devem ser mais pequenas, assimétricas, espaçadas e pouco carregadas.

Maquilhagem por etnia. O que usar e como aplicar

O processo de maquilhagem é o normal. Primeiro a base, depois o pó e depois o blush. Só depois de aplicar o blush é que se desenham as sardas. Dessa forma, ficam com maior visibilidade, porque se aplicar o blush depois, provavelmente já não se irão notar.

Este efeito Meghan Markle é fácil de conseguir e é uma das grandes tendência de maquilhagem, nesta fase em que se querem looks sunkissed, que pareçam que se está sem maquilhagem.

As sardas falsas são também uma forma simples de tornar uma maquilhagem mais complexa, numa mais natural, “quando se trabalha muito a pele de uma mulher com base e corretor, ou porque tem manchas ou porque tem borbulhas, a pele acaba por ficar sempre com um ar muito de boneca de porcelana, artificial. Ao aplicar sardas, a pele perde esse aspeto falso e fica simplesmente a parecer que essa mesma mulher tem apenas uma excelente pele.”

Sendo esta uma tendência maioritariamente de verão, há alguns cuidados a ter. Usar óculos de sol quando se está com sardas não é uma boa ideia, porque estes assentam exatamente no sítio onde elas estão desenhadas. Também se deve evitar estar em sítios com demasiado calor, porque com a transpiração, não só começam a desaparecer, como começam a ficar simplesmente com um ar sujo.

Para retirar as sardas, basta usar um desmaquilhante comum. Ou seja, pode ter sardas num dia e no dia seguinte, se já não quiser, não ter.

9 fotos