É só UMA bola de Berlim? UM gelado? Cuidado. É muito fácil comer 1000 calorias extra nas férias de verão

Há bolas de Berlim, há gelados, álcool e sobremesas. O que fazer para reduzir os danos?

Aproveite as comidas frescas do verão. E saiba usar todo o tempo livre que tem

Passou o ano à espera disto. Ah, as férias. Finalmente. Está prestes a desligar o botão da vida real e a mudar o chip para a versão da praia e do bem bom, que é como quem diz, para o modo em que o cérebro e o corpo só são utilizados para o mínimo indispensável. Há espreguiçadeiras, mergulhos no mar, banhos de sol, toda a comida que lhe apetecer e exercício zero.

Engordar nas férias do Natal é certo. Mas no verão também não é difícil. A matemática é até bastante simples. Vamos supor que, todos os dias, durante 15 dias, come: uma bola de Berlim na praia (339 calorias), um Magnum Amêndoa (285 calorias), duas cervejas ao almoço (160 calorias) e, nunca dispensando a sobremesa, uma mousse de chocolate ao jantar (225 calorias). Por dia, vai ingerir, só nestas pequenas recompensas de férias, 1009 calorias, metade ou um terço da energia diária de que o seu corpo necessita para trabalhar a todo o vapor. Se somar o pequeno-almoço e as refeições principais, vai exceder, sem problema, o valor recomendado, que é de 1500 a 2000 calorias. Mexendo-se pouco, ainda se torna mais óbvio: vai engordar.

Não é o fim do mundo e o mal poderá ser remediado. Mas será justo para a sua metade trabalhadora, que passou o ano a transpirar no ginásio e a cozinhar em casa para ser saudável e estar em forma? Talvez não. De modo a agradar aos dois lados, a MAGG falou com o personal trainer Paulo Teixeira, do grupo de treino outdoor Powr Outdoor Fitness, que deixou alguns conselhos para que possa encontrar um ponto de equilíbrio nas férias de verão.

Aproveite as comidas de verão

Não são só bolas de Berlim, gelados e cervejas. No verão está calor, portanto as saladas sabem bem, assim como a fruta, o peixe e o marisco.

“Nas férias é normal que haja abusos porque as pessoas ficam mais descontraídas. Estão de férias do trabalho, dos treinos e dos resultados. O meu grande conselho é que aproveitem as comidas leves e mais frescas”, diz.

“Podem aproveitar o peixe que, além de um perfil nutricional bom, por causa das gorduras saudáveis, pode ter níveis calóricos mais baixos e é acompanhado quase sempre com salada.”

Se lhe apetecer uns caracóis, diminua a quantidade de pão torrado com manteiga. Se comer ameijoas, igual. Se conseguir manter estes princípios, não é uma bola de Berlim que vai levantar problemas.

Faça escolhas e organize-se

Escolha um ou dois dias da semana para fazer as suas asneiras. Não faça delas regra. Pense em que dias é que vai comer a bola de Berlim ou o gelado que tanto deseja. E faça opções inteligentes: no primeiro, evite os cremes de ovos e, no segundo, aposte em soluções mais ricas em água, com menos natas, leite e chocolate. Se vai beber álcool, evite a todo o custo as bebidas brancas. Nos dias mais caóticos, com mais abusos, não deite tudo a perder. O princípio (conveniente) do perdido por cem, perdido por mil não poderá vingar. Se exagerou num dia, faça por entrar na linha no seguinte.

“As excepções devem ser excepções. O problema é quando se torna regular. Se há um dia com asneiras, o melhor é no dia seguinte compensar e estar na linha”, diz. “O problema é que é muitas vezes ao contrário: estraga um dia e, portanto, estraga os outros todos.”

O PT sugere que se mantenha o dia da asneira e que se combatam os hábitos de não ter uma rotina.

Hidratar, hidratar, hidratar

Há festas e mil uma desculpas para beber copos. Primeiro: não beba todos os dias. Segundo: nunca se esqueça da água e jamais a troque por refrigerantes. Ande sempre com uma garrafa junto de si e hidrate-se: “No verão há mais desidratação. Além de colmatar isto, a água é uma aliada na redução da fome.”

Saiba usar o tempo livre

“A falta de rotina também pode ser uma desvantagem, porque, havendo demasiado tempo, há mais desculpas para ir comer e beber”, diz Paulo Teixeira. “Aproveitem o bom tempo. Levantem-se cedo, façam uma caminhada ou uma corrida junto ao mar, nem que seja de baixa intensidade”, sugere.

“Havendo esse hábito, aproveitando-se as comidas leves de verão, não é uma bola de Berlim, um gelado ou uma cerveja que vai desviar o caminho”.

Em casa, use o tempo para fazer as próprias marmitas para levar. Na praia, aproveite os banhos de sol e o tempo deitado na toalha. Caso tenha miúdos, aproveite para brincar com eles (são mais algumas calorias que gasta a correr de um lado para o outro). Mais: aproveite o potencial do mar.

“Também pode aproveitar-se para nadar. É uma ótima forma de introduzir a atividade no dia”, diz. Pode ainda escolher uma praia que não tenha um acesso tão direto. Estacione longe e caminhe, porque “nas férias, há tempo e espaço para tudo.”

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]