Parece que o formato resultou e os fãs querem ver mais episódios de “The Terror”. A AMC anunciou na sexta-feira, 22 de junho, a renovação da série para uma segunda temporada. O conceito, esse vai manter-se inalterado, e os próximos episódios vão contar uma nova história — também ela real e muito negra.

Segundo a revista “Variety”, os novos episódios vão passar-se durante a Segunda Guerra Mundial numa altura que o presidente Frank D. Roosevelt ordenou a prisão de mais de 110 mil cidadãos de ascendência japonesa. A decisão foi tomada poucos dias depois do ataque do Japão a Pearl Harbor em 1941, a base naval norte-americana no Havai.

A série vai acompanhar muitos dos detidos nos Estados Unidos da América que tentam sobreviver às novas condições a que são submetidos. Mas esta nova produção não esquece o elemento fantasioso — ao apresentar uma nova força misteriosa ou um espetro estranho que assombra os prisioneiros, levando-os ao limite a nível físico e psicológico.

A primeira temporada, que estreou em 2018, teve como história base a expedição naval levada a cabo pela Marinha Real Britânica, em 1945, com o intuito de descobrir uma passagem navegável pelo Oceano ártico. Apesar de os navios utilizados serem dos mais sofisticados, as embarcações desapareceram depois de terem sido vistas pela última vez na Baía de Baffin — o mar localizado a nordeste do Canadá.

Já se sabe quando estreia a 2.ª temporada de “Ozark” — a série que quer ser “Breaking Bad”

A viagem foi conduzida por John Franklin, que na série é interpretado por Ciarán Hinds (“A Guerra dos Tronos”), um experiente navegador britânico que já tinha explorado o Ártico por diversas vezes. Apesar da experiência e da confiança das tripulações, ambos os navios acabariam por ficar presos no gelo e nunca mais viriam a sair de lá.

Nos episódios da primeira temporada também existia o elemento sobrenatural com a presença de um monstro que nunca é totalmente mostrado, mas que vai atacando todos os membros da tripulação. A ideia era reforçar a narrativa e personificar o horror e a angústia decorrentes dos meses de clausura a que estiveram sujeitos todos os intervenientes da história.

Os novos episódios de “The Terror” vão contar com um novo realizador que também estará responsável pela produção. Alexander Woo foi a pessoa escolhida pelo seu trabalho em produções de renome como “Sangue Fresco” e “Sleeper Cell”.

Fora isso, são ainda poucos os detalhes conhecidos acerca do regresso. Sabe-se, no entanto, que deverá chegar ainda em 2019.