Gata na Villa. Vem aí um sunset (bem perto da praia) dedicado às mulheres

Vai ser um dos grandes eventos deste verão. Terá vista para o mar e as mulheres como foco mas é aberto a todos. Já pode fazer a pré-reserva.

Criado por Tiago Jesus, Ruben Gonçalves e Sandro Santos, a primeira edição do Gata na Villa acontece a 8 de julho, um domingo, na Baía dos Golfinhos, em Oeiras

O início do verão chama pelo sol e uma boa festa. Infelizmente o tempo não tem estado bom o suficiente para celebrar a chegada do calor, mas não se preocupe, ele vem aí. E, para comemorar, nada melhor do que um final de tarde com vista para o mar e boa música: chegou a Oeiras o sunset Gata na Villa, um projeto inspirado nas mulheres. A MAGG esteve lá e conta-lhe tudo o que há para saber.

O evento é “muito mais que um sunset”, é um conceito. O projeto criado por Tiago Jesus, Ruben Gonçalves e Sandro Santos é inspirado nas mulheres. “‘Villa’ por toda a decoração que vai ser criada para o sunset, e ‘Gata’ por causa das mulheres”, explica Tiago Jesus.

Para estes três sócios é importante fazer deste projeto um evento de mulheres: “Decidimos falar diretamente para as mulheres porque são a força máxima da natureza. É um conceito 100% verão, 100% sorriso e com 100% respeito pelas mulheres, porque todas são diferentes, mas todas são gatas à sua maneira”.

Um sunset que vai servir para juntar todas as mulheres numa mensagem de respeito, igualdade e felicidade mas que não vem para “provar, nem mudar nada”: “Apenas vai elevar e projetar muito do espírito feminino numa festa descontraída, em pleno verão e com a melhor organização possível.”

Marque na agenda: dia 8 de julho, o segundo domingo do mês. Se for até á Baía dos Golfinhos, em Oeiras, a partir das 17h30, vai encontrar os DJ Rubendrop, Frank P e Matzhe. Mas atenção, o sunset não se vai ficar pela música: “Não podemos divulgar muito mas prometemos muitas surpresas, brindes de várias marcas aliadas e caras conhecidas”. Com pôr do sol, o mar à vista, palmeiras e muita música vai ter o clima perfeito para partilhar stories e fotografias nas redes sociais, sem nunca esquecer as hastags oficiais (que pode usar antes, durante e depois do evento), #gatanavilla e #AgataVeioAvilla.

Para as mulheres a entrada é gratuita se estiverem na Guest List (podem fazê-lo através dos relações públicas oficiais do evento), se não, o valor a pagar é de 10€. Já o bilhete para os homens, com guest list, fica por 10€ e, à porta, pagam, 15€. Tiago Jesus explica que os valores podem “variar dependente da lotação do espaço” e que, tanto para mulheres como para homens, existirá “critério de porta”.

Se a primeira edição correr bem, os três sócios pensam em expandir o conceito: “O objetivo é que seja um projeto crescente e que se leve a ‘Villa’ por vários espaços a nível nacional”. Se tudo correr bem, esperam ainda conseguir contribuir para campanhas de sensibilização e “ajuda motivacional a muitas das mulheres que não se sintam ao seu melhor nível”.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. adriana.melo.claro@hotmail.com