Os 5 melhores restaurantes para curar a ressaca (depois de uma noite de santos)

Noites de excesso pedem dias também de excesso. Conheça alguns restaurantes para responder ao desejo de hambúrgueres, pizzas e kebabs

Há dias em que não vale a pena ser saudável. O de ressaca é um deles

“Foi bonita a festa, pá”, cantava Chico Buarque para assinalar um dia de cravos. As flores deste mês estão mais para o manjerico de Santo António e, com algum esforço, podemos até incluir o alho porro que o São João dita que seja esfregado na cara de quem passa. Mas a festa é bonita na mesma. O pior mesmo é lidar com o dia seguinte.

Na hora do convívio não há como não dizer que não a mais uma imperial ou a um copo de sangria feito em garrafões improvisados nas banquinhas de Alfama, em Lisboa. Há ainda os gins, os mojitos XXL e a ginjinha, caso queiramos manter alguma tradição. Há de tudo e em grandes quantidades, a justificar o facto de ser feriado.

Não se trabalha, é certo (para alguns), e ainda bem. Os dias depois dos excessos de álcool tendem a respeitar uma série de critérios: dores de cabeça, barriga aos trambolhões, corpo mole e desejos de fast food.

Podíamos aqui gastar linhas a explicar que a banana, por ser rica em potássio, tem um efeito calmante no estômago ou que uma água de coco ia ajudar a repor os níveis de sais minerais no organismo. A cabeça finge não ouvir estas recomendações quando o corpo está com os níveis de açúcar desregulados e só pede é um menu gigante de hambúrguer, batatas fritas e refrigerantes. E de vez em quando, ouvir o corpo não tem mal nenhum, de tal forma que deixamos aqui cinco restaurantes em Lisboa onde pode dar resposta a esses desejos típicos de ressaca.

The Fifties

Todo o espaço e menu são pensados para levar o cliente até aos anos 50

Picasa

Entrar numa meca de comida tipicamente norte-americana é o sonho de qualquer um a recuperar de uma noite de excessos. Em Lisboa, o The Fifties funciona como uma espécie de sonho americano: há estátuas do Elvis Presley e da Marilyn Monroe, juke boxes, milk shakes, funcionários com brilhantina no cabelo e, no menu, toda uma panóplia de fast food digna de justificar as taxas de obesidade dos Estados Unidos.

Há cachorros, com destaque para o Texas Hot Dog (9,65€) que leva molho chipotle, pico de gallo, guacamole, cebola grelhada e batatas fritas. Mas há também nachos (6,85€), um combinado de frango para partilhar (11€), ribs (14,50€), hambúrguer de carne de porco fumada (9,75€). Se houver espaço para sobremesa, deixamos duas sugestões: The 50’s brownie (5,85€) ou o New York Style Cheesecake (5,25€).

Morada: Avenida D. João II lote 1.17.02 Loja A, Lisboa
Horário: terça a quinta 11h30-22h30; sexta a domingo 11h30-23h30.

Guilty

Quem conseguir terminar não paga o hambúrguer

Este é um desafio ultrapassado por apenas três pessoas, confidencia-nos o funcionário do restaurante Guilty, quando telefonamos para saber se o Super Guilty ainda existe. Existe sim e em força. Este hambúrguer é feito com 500 gramas de carne de vaca e picanha de black angus, ao qual se juntam os seguintes ingredientes: alface, tomate, cebola roxa, cornichons, aros de cebola frita, cebola confitada com cogumelos e queijo gruyère. Tudo isto entre duas fatias de 150 gramas de pão cada uma e acompanhado de uma dose substancial de batatas fritas.

Nem a maior das ressacas nos parece suficiente para mandar tudo isto abaixo, mas o desafio vale a pena: quem conseguir limpar o prato não paga (e o menu ainda custa 50 euros).

Caso sinta que o estômago não está preparado para bater recordes do Guiness, o que não falta no menu são opções menos aventureiras e, ainda assim, sem desiludir quem procura um prato cheio. Há mac&cheese (18€), chili com carne, queijo cheddar, guacamole e “pico de gallo” (18€) ou pizza de nutella e morangos (11€). E isto é só uma amostra.

Morada: Rua Barata Salgueiro 28, Lisboa
Horário: domingo a qua 12h30-00h30; quinta a sábado 12h30 – 04h

O Poço

Nem toda a fome de comida de conforto tem que ter resposta em menus estrangeiros. Há belos pratos portugueses capazes de satisfazer as necessidades de quem passou uma noite a gastar calorias em arraiais. No Poço, restaurante que fica no rés do chão do My Story Hotel Tejo, há um buffet — sim, buffet, aquela palavra mágica — de comida portuguesa.

Por 10€ ao almoço ou 20€ ao jantar, é possível petiscar entre polvo à lagareiro, frango assado, bacalhau, saladas e, se for à noite, tem ainda direito a uma tábua de queijos e enchidos. Tudo isto com bebidas incluídas, mas desta vez sejamos mais comedidos.

Morada: Poço do Borratem 8, Lisboa
Horário: todos os dias das 12h às 16h e das 19h às 23h30

Hard Rock

E se falamos em comida daquela de fazer o fígado (em recuperação) bater palminhas, é inevitável não passar pelo Hard Rock. Por aqui é ver os funcionários a driblar tabuleiros com nachos (12,45€), batatas fritas (desde 4,45€) ou asas de frango (11,75€) e isto ainda sem chegar à página do menu que apresenta os hambúrgueres, as sanduíches e as sobremesas.

E para quem queira prolongar a ressaca mais um dia, ou simplesmente, aproveitar uma promoção, pode sempre passar no restaurante no dia 14 de junho, dia de aniversário do Hard Rock, no qual os hambúrgueres são postos à venda ao preço de 1971, ano de abertura. As primeiras 160 pessoas a visitar o restaurante, entre as 11 e as 12 horas, terão direito a um Original Legendary Burger por 71 cêntimos.

Morada: Avenida da Liberdade 2, Lisboa
Horário: todos os dias 11h-01h

Alif Kebab

Mesmo em versão menu, nunca paga mais que 5,50€

Os entendidos em carne a girar num espeto dizem que aqui se comem os melhores kebabs de Lisboa. Fica no Rossio, não tem lugar para mais do que dez pessoas no interior, mas para provar estas bombas calóricas vale tudo, até comer em pé.

No Alif Kebab há hambúrgueres, gambas fritas e saladas, mas falemos do que nos trouxe aqui: os kebabs. Há a versão doner (3€), normalmente servida no prato, e durum (4€), servido numa espécie de wrap ou em pão pita. Podem sempre ser acompanhados com batatas fritas e saladas (menus  5,50€) e, para os que se sentem com forças para arriscar no picante, há o molho sriracha.

Morada: Rua de Barros Queirós 6, Lisboa
Horário: todos os dias 12h-24h

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. martacerqueira@magg.pt