Há um novo Vila Galé no centro histórico de Braga, no antigo hospital de São Marcos

O espaço estava desocupado desde 2011 e conta agora com 123 quartos, uma sala para atividades com realidade virtual e jardins em claustros.

O novo hotel preservou a estrutura do antigo complexo hospitalar

Booking

O que é que têm em comum um hotel e um hospital? Muitos quartos e pouco mais. Descobrir o antigo hospital de São Marcos, em Braga, no novíssimo Vila Galé Collection Braga é pois um exercício interessante que resulta bem a nível arquitetónico.

O velho edifício, que pertencia à Santa Casa da Misericórdia e estava desocupado e bastante degradado desde 2011, sofreu um profundo restauro, mantendo-se, no entanto, quase que inalterado. A ideia passou precisamente por “preservar um monumento com história e vida”, referiu Jorge Rebelo de Almeida, presidente do Grupo Vila Galé.

E é através dos longos corredores, que dão acesso às várias secções do hotel, que os hóspedes têm vista direta para os jardins coloridos e em claustros — que piscam o olho aos dias quentes de verão e convidam a um serão passado ao ar livre.

A decoração respeita a vertente histórica do complexo, que antes incluiu uma albergaria e um convento templário, e há alguns elementos que permaneceram, como os tetos abobadados e a presença de instrumentos medicinais usados um pouco por todo o hospital e, em especial, nas salas de operações.

Não admira pois que o ministro da Economia tenha afirmado, no sábado, 9 de junho, tratar-se de “um hotel que não só está no centro histórico, mas que também o valoriza, e coloca quem quer ter uma experiência de Braga no centro da História”.

Manuel Caldeira Cabral, que discursava na inauguração do hotel de quatro estrelas (a que chegou com mais de hora e meia de atraso — “isto da aviação é muito difícil de controlar”, desculpou-se), não estava a referir-se às paredes que contam a história de alguns dos arcebispos mais importantes da cidade e que tiveram um papel relevante na fundação de Portugal. É impossível não se sentir a história em todo o espaço. Não se julgue, porém que o passado reina por ali. Nada disso, ele é presente na medida certa. Basta visitar a sala dedicada a experiências e atividades com tecnologia de topo, como a realidade virtual, para perceber que este é um hotel dos nossos dias.

O novo Vila Galé Collection Braga conta com dois restaurantes, um bar, uma sala de spa e outra de massagens, um ginásio, uma adega e três piscinas, duas exteriores e uma interior. Tem um total de 123 quartos, em que 15 são suites. E, claro, está preparado para receber eventos de vária natureza, incluindo casamentos e batizados.

O Grupo Vila Galé — que celebra este ano o seu 30.º aniversário —, continua apostado na forte expansão nas áreas do turismo e hotelaria, estando já marcadas inaugurações de vários espaços. Em julho, por exemplo, o grupo hoteleiro português vai abir mais um resort no Brasil, no estado de Rio Grande do Norte, ficando em soft-opening até setembro quando se dára a festa de abertura.

Mas as novidades não se ficam por aqui, e para o próximo ano estão agendadas as aberturas dos novos Vila Galé Serra da Estrela, em abril, e o Vila Galé Elvas, em julho.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. fabiomartins@magg.pt