Já pode fazer o Transiberiano com a The Wanderlust

A agência junta à viagem de comboio outra novidade: uma aventura no Peru, onde se inclui uma noite com uma família indígena.

8 mil quilómetros de comboio, de Moscovo a Pequim. É este o desafio

No filme “Transiberiano” vemos o casal interpretado pelos atores Woody Harrelson e Emily Mortimer envolvidos numa pavorosa rede de tráfico de heroína — que era transportada na forma de matrioskas, as bonecas tradicionais russas. As personagens vinham num comboio, a realizar o sonho de muitos: fazer o caminho entre a China e Moscovo, no Transiberiano.

Não queremos que passe por esta experiência traumática, mas sugerimos-lhe que tire partido desta aventura, sobretudo agora, porque a The Wanderlust, uma agência de viagens alternativa, que pretende proporcionar a experiência mais autentica possível, acaba de lançar duas novidades.

A primeira é a, precisamente, a “Rota do Transiberiano” que vai atravessar 8 mil quilómetros de comboio, passando pela Rússia, Mongólia e China. A aventura dura 21 dias, entre 12 de agosto e 1 de setembro — terá início em Moscovo e final em Pequim. Além de cruzar cinco fusos horários diferentes, envolve o contacto com diferentes povos, com religiões e hábitos distintos.

A viagem pela linha ferroviária mais icónica do mundo custa 2150€ e, além do percurso de comboio até ao destino, inclui um mergulho no maior lago de água doce do mundo, o Baikal. Vai poder ainda montar cavalos selvagens na Mongólia (onde poderá pernoitar com habitantes locais) e percorrer a Muralha da China.

Das 20 noites, oito serão passadas num hotel, seis num comboio, quatro entre hostel e guesthouse e duas com famílias nómadas na Mongólia. O valor inclui todos os transportes e deslocações do programa e ainda 14 refeições (9 pequenos-almoços, três almoços e dois jantares). As atividades também são todas asseguradas, bem como o seguro de viagem, guia e tradutor na Mongólia e o acompanhamento pela líder The Wanderlust, Tânia Neves.

O que é que não está incluido? A passagem área internacional e os vistos para a Rússia, Mongólia e China, bem como atividades extras, visitas não especificadas ou despesas de caráter pessoal.

Para quem prefere ambientes mais quentes, a mesma agência lança as “Maravilhas do Sul do Peru“, que, por 1490€, terá a duração de 14 dias, entre 12 e 25 de agosto. Entre as atividades, estão planeadas a visita a uma das sete maravilhas do mundo, o Machu Picchu, sobrevoar as linhas de Nazca (um enigma milenar da humanidade, com desenhos geométricos, de plantas, animais e pessoas no deserto, que apenas podem ser vistos de avião, numa extensão de 500 quilómetros quadrados) e explorar as ruínas arqueológicas do Vale Sagrado.

O programa inclui ainda observação de leões-marinhos, pinguins-imperador e outras espécies nas ilhas Ballestras e pernoitar uma noite com uma família indígena, numa ilha no Lago Titicaca.

As inscrições para as duas viagens terminam a 12 e 27 de junho.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]