Será que devemos mandar mensagem de parabéns ao ex no dia de aniversário?

É uma dúvida frequente, e não faltam exemplos de mensagens apropriadas na internet. Mas será que é boa ideia? Uma psicóloga responde.

Tudo depende de como terminou a relação. E, mesmo assim, as respostas podem variar

Cristian Newman/Unsplash

Está quase a chegar a data de aniversário e a dúvida instala-se: será boa ideia enviar uma mensagem? Reúnem-se os amigos, debatem-se os prós e contras. Se não se chegar a nenhuma conclusão, ou até mesmo se se chegar, abre-se o Google e pesquisa-se: “Enviar mensagem aniversário ao ex”.

Confusão: o primeiro resultado é uma lista interminável de mensagens apropriadas para enviar nesta data. E agora? Vale a pena ou não vale a pena? Envio ou não envio?

“Tudo vai depender de como é que ficou a relação no final”, explica a psicóloga Sofia Taveira à MAGG. É por aqui que tem de começar. Esta pergunta não tem uma resposta única, portanto o primeiro passo é parar para refletir sobre como terminou a relação, e como é que ficaram ambas as partes.

Há dezenas de cenários possíveis, mas selecionámos três: o de amizade pura que ficou depois do relacionamento terminar; o assim-assim, em que supostamente as coisas até acabaram bem mas não se falam; e a desgraça total: mesmo que não tenha havido peças de roupa a voar pela janela, há que admitir que as coisas não terminaram bem.

A relação terminou bem e ficaram amigos

“Se as coisas terminaram bem e se quer manter uma boa relação, não há nada de mal em enviar uma mensagem.” Se de facto ficou uma amizade entre os dois, e já conseguiram estar e falar normalmente depois da rutura, não há problema em enviar uma mensagem.

A relação terminou bem mas não se falam

“Se não se falam, porquê enviar uma mensagem? Se por um lado faz sentido poder mandar uma mensagem de parabéns em memória dos tempos bons que passaram, por outro, se não falam…”. A questão é esta: se não falam nos restantes 364 dias do ano, porquê estabelecer contacto naquele dia?

Uma das razões que podem levar a esta vontade é o sentido de obrigação. É quase uma pressão social dizer coisas maravilhosas nesta data. Só que é só isso, pressão social. Se não tem nada para lhe dizer nos restantes dias, não muda nada só porque ele faz anos.

Há outro ponto a ter em consideração: quem pensa em enviar ou não uma mensagem pode ponderar fazê-lo porque está completamente resolvido com o assunto. Mas é preciso olhar para o outro lado: será que a mensagem vai ser bem recebida? Será que ele também já superou a situação de igual forma?

“Temos que pesar como é que ficou do lado de lá. Será que a mensagem não vai mexer com o ex?”. Sendo o dia de aniversário dele, se calhar nem é justo fazê-lo. “A própria pessoa pode não se sentir bem recebendo essa mensagem.”

A relação terminou mal

“Há muita gente que aproveita este dia para incentivar uma conversa. É uma excelente desculpa para muita gente.” Portanto, a resposta é perentória: não. Se aquela pessoa já não está na sua vida é por alguma razão. Portanto, o que é que vai acrescentar uma mensagem de aniversário?

“No dia de aniversário do ex vêm sempre as lembranças de dias felizes, bons momentos, jantares com amigos, com a família. Tudo o que é bom emerge, não é? É normal que haja essa predisposição para pegar no telefone. Mas é preciso parar para refletir.”

E o que dizer a alguém que quer aproveitar esta data como uma forma de chegar ao ex-namorado? “Que já chega de desculpas para continuar a protelar uma situação que tem de ter um fim.”

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]