Não, não nos enganámos. A notícia da MAGG sobre os desafios de ser celíaco em Portugal tentou dar uma ajuda a quem não quer deixar de comer fora. Para isso, listamos o nome dos seis restaurantes aptos para celíacos, mas houve mais dois a chegarem-se — e bem— à frente e a reclamar um lugar na lista de estabelecimentos certificados.

Na verdade, tanto o “The Paleo Kitchen“, em Lisboa, como o “Green“, em Coimbra, têm o selo de qualidade da Associação Portuguesa de Celíacos, por cumprir os requisitos necessários para garantir a isenção de glúten nos pratos e menus disponíveis. Não constam ainda da lista do site da APC porque a sua atualização depende do trabalho de voluntários, tal como nos foi explicado, e como a certificação é recente, esse trabalho ainda não foi concluído.

Assim, atualmente são oito os restaurantes: “La Trattoria”, “Rice Me”, “The Paleo Kitchen” e “Open Brasserie”, em Lisboa; “Gluten Free Store” e “Sérgio Crivelli, no Porto; “My Way”, no Funchal e “Green”, em Coimbra. A esta lista juntam-se uma padaria, cinco pastelarias e duas gelatarias.

Oito restaurantes, uma padaria, duas gelatarias, cinco pastelarias. É esta a oferta para celíacos

O Green é, aliás, o primeiro estabelecimento certificado no centro do país. Apresenta um conceito de fast food mais saudável, com pizzas, quiches, crepes, lasanha, brownies, entre outas especialidades, todas sem glúten. Já o The Paleo Kitchen, tal como o nome indica, oferece um menu com base em produtos que já existiam nos nossos antepassados e, por isso, onde não incluem açúcares, glúten, aditivos, cereais nem laticínios.