Comer emocionalmente. A doença que destrói vidas

Teresa, Magda e Marta contam como tinham uma relação compulsiva com a comida e o que fizeram para deixar de "comer a tristeza" que sentiam.

Por Ana Luísa Bernardino