"O cancro mata-nos porque lhe damos tempo"

, por Catarina da Eira Ballestero