O lugar é comum, mas não deixa de ser verdadeiro. Nós somos mesmo aquilo que comemos. Se comermos muitas comidas saturadas, açúcares e alimentos processados, teremos, a longo prazo, mais peso, um metabolismo mais lento e uma saúde menos saudável. Por outro lado, se soubermos ser equilibrados, e se consumirmos os nutrientes certos nos melhores alimentos, é certo que aconteça o inverso. Mas este caminho nem sempre é o mais fácil. É importante conhecer os alimentos, as suas funções e, claro, as melhores formas para utilizá-los.

Inês Simas, chef do restaurante Carpacceria, no Mercado de Campo de Ourique, e autora do blogue e livro “Cru com Pinta“, dá-nos algumas dicas sobre como tornar este caminho mais fácil. Nas suas páginas — e para a MAGG — ensina a fazer receitas da forma mais natural possível, para tirar o máximo proveito dos alimentos, que, quando são excessivamente cozinhados, perdem parte das suas propriedades nutricionais.

Depois do bife tártaro com abacate para servir de três formas, a chef sugere, em vídeo, um tártaro de salmão para apresentar de duas maneiras diferentes: no prato ou em folhas de alface. A acompanhar, há hummus ou pão tostado no forno. Para servir como refeição principal ou como entrada, aprenda a fazer a receita, que volta a ser simples, transportável e saudável.

A receita do humus não está no vídeo, mas nós deixamo-la aqui.

Ingredientes:
1 copo e 1/2 de grão cozido (250gr)
1 c. sopa de tahine
1 c. sopa de azeite virgem extra
8 c. sopa de água
Sumo de 1/2 limão
1/2 dente de alho
Sal e pimenta preta q.b.

Modo de preparação:
Coloque tudo no processador durante um minuto e está pronto.

Ler mais